Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Julho 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes: X Mostra de Teatro arranca hoje com Disco Pigs de Enda Walsh

O Grupo de Teatro Palha de Abrantes reservou a estreia de Disco Pigs, uma das peças consagradas do dramaturgo irlandês Enda Walsh, para o arranque da décima edição da Mostra de Teatro. O espetáculo deste sábado, dia 21, integra um cartaz com mais quatro propostas que transformam o concelho num imenso palco em que as pancadas de Molière se farão ouvir ao mesmo tempo.

- Publicidade -

O pano da X Mostra de Teatro de Abrantes, organizada pelo Grupo de Teatro Palha de Abrantes, sobe pela primeira vez no Cineteatro S. Pedro com a peça escrita por Enda Walsh em 1996 e adaptada para cinema cinco anos depois por Kirsten Sheridan. A história de Pig e Runt ultrapassa a ligação do código genético e é marcada pela cumplicidade indecifrável destes irmãos gémeos.

Um universo sui generis à beira do abismo revelado com o cunho artístico do grupo organizador da iniciativa através das interpretações de Sofia Medeiros e Afonso Marques e a encenação de Helena Bandos e Rita Nazaré. A data e hora do espetáculo são fáceis de memorizar, basta que recorde o número 21.

- Publicidade -

A mostra continua no sábado seguinte, dia 28, e espalha o teatro por quatro freguesias abrantinas com a ajuda de um grupo conterrâneo do concelho (Grupo de Teatro da Sociedade Artística Tramagalense), outro da região (Teatro da Meia Via, Torres Novas) e dois do país (o Grupo de Teatro O Cidral parte de Alter do Chão e o Teatro Nova Morada vem de Paço de Arcos).

Neste dia serão quatro os panos a subir à mesma hora, 21h30. O grupo do Tramagal leva o casal Pedro e Bé ao Salão Paroquial de Martinchel com a peça “Agarra que é Milionário” e o apaixonado Cyrano de Bergerac, criado por Edmond Rostand, passa pela Casa do Povo de São Facundo vindo da Meia Via. O Centro Social de Rio de Moinhos recebe uma “Revista à Portuguesa” com o toque alentejano de Alter do Chão e a Sociedade Artística Tramagalense vai rir-se com “O Noivado do Dafundo” na comédia de Almeida Garrett ensaiada perto da praia de Paço de Arcos.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here