Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Terça-feira, Setembro 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes: “Vi a morte à minha frente”

Manuel Narciso Bento, 78 anos, apanhou um grande susto na manhã desta terça-feira, dia 28 de junho, quando, ao estacionar o seu carro no largo do Tribunal, em Abrantes, em vez de travar acelerou, ficando o veículo preso na ravina.

- Publicidade -

Ao mediotejo.net, Manuel Narciso Bento explicou o que aconteceu: “ia para estacionar, o acelerador está muito junto ao travão e pisei o acelerador e o carro galgou para a ravina. Foi um susto, vi a morte à minha frente. A minha sorte foi ir ao travão de mão”.

“Se houvesse uma proteção no final do estacionamento, nada disto tinha acontecido”, lamenta o condutor que refere que comprou o veículo este fim-de-semana e ia tratar do pagamento do imposto de selo do mesmo.

- Publicidade -

Os bombeiros e PSP estiveram no local.

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

- Publicidade -
- Publicidade -

4 COMENTÁRIOS

  1. talvez fosse preferível deixar conduzir quem tem carta e capacidade para tal..estes carros e os seus condutores são um perigo para toda a genre

  2. E este então é mesmo um perigo e já não é a primeira vez que provoca acidentes deste género digo isto porque o conheço e ainda para mais sempre com álcool com fartura mas isto ninguém vê só mesmo quando acontecer algo muito grave.

  3. Estranho. O meu carro tem o pedal do acelerador mesmo ao lado do travão.. Por isso e que as vezes vou a passar nas passadeiras e em vez de travar acelero.. Nas passadeiras e nos sinais laranjas

  4. Meus amigos erros todos nós os fazemos diariamente! Sou condutor tenho 35 anos e o único erro que vejo é pela parte da câmara de Abrantes pois junto o parque devia ter uma proteção!!! Pois este acidente nunca teria acontecido!!!

Responder a Júlio Cancelar resposta

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome