Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quinta-feira, Setembro 16, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Vacinação da Gripe em São Miguel, São Facundo e Vale das Mós

A vacina para a prevenção da gripe está a ser administrada nos vários polos de saúde do concelho de Abrantes. Com vista à equidade e à acessibilidade de todos aos cuidados de saúde, a Câmara de Abrantes e Serviços de Saúde informam a atividade de vacinação para a primeira semana do mês de dezembro, com incidência na Extensão de saúde de São Miguel do Rio Torto.

- Publicidade -

As atividades de vacinação já decorreram nesta extensão, nos dias 25 e 27 de novembro, estando ainda prevista a administração da vacina em mais dois períodos:
Dias 2 e 4 de dezembro – Das 14h00 às 16h00;
Na extensão de saúde de São Facundo:
Dia 3 de dezembro – Das 14h00 às 16h00;
Na extensão de saúde de Vale das Mós:
Dia 5 de dezembro – das 14h00 às 16h00.

Defendendo a vacinação como “arma” importante para a prevenção da Gripe, o Município de Abrantes informa que, de acordo com as indicações da Direção-Geral da Saúde, a vacina da gripe pode ser administrada durante todo o outono e inverno.

- Publicidade -

A Câmara de Abrantes recupera a mensagem da Direção-Geral de Saúde lembrando que a vacinação contra a gripe é fortemente recomendada a: Pessoas com idade igual ou superior a 65 anos; doentes crónicos e imunodeprimidos (a partir dos 6 meses de idade); grávidas; profissionais de saúde e outros prestadores de cuidados (ex: lares de idosos).

A vacinação é a principal medida de prevenção contra a gripe e tem como objetivo proteger as pessoas mais vulneráveis, prevenindo a doença e as suas complicações.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome