Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes: Unidade de Saúde Familiar abre dentro de dois meses*

A nova Unidade de Saúde Familiar (USF) de Abrantes, que funcionará no novo edifício da rua de Nossa Senhora da Conceição, frente ao Mercado Municipal, deverá abrir dentro de dois meses.

- Publicidade -

Fonte do ACES – Agrupamento dos Centros de Saúde do Médio Tejo confirmou ao mediotejo.net que a USF de Abrantes deverá abrir dentro de dois meses, tendo já quatro médicos de família que irão assegurar a prestação dos cuidados de saúde aos utentes.

O Centro de Saúde de Abrantes, a funcionar atualmente nas instalações do Hospital de Abrantes, passa assim a funcionar no novo edifício da rua de Nossa Senhora da Conceição, em Abrantes.

- Publicidade -

A Câmara Municipal de Abrantes vai ceder ao Ministério da Saúde as instalações da USF de Abrantes no novo edifício orçado em mais de um milhão de euros.

Naquele edifício, com três pisos, é intenção da autarquia instalar uma Loja do Cidadão, no 1º piso, sendo que no rés-do-chão funcionará a USF de Abrantes, dispondo de oito gabinetes para consultas, quatro gabinetes de enfermagem, duas salas de tratamento (uma de inaloterapia e outra de saúde oral), para além das áreas administrativas, sala de espera, zona de higiene para bebés, salas de apoio e serviço social.

Este novo equipamento recebeu um financiamento comunitário de 85% do QREN, no âmbito do programa Mais Centro, tendo a restante verba sido assegurada pela Câmara de Abrantes.

No Médio Tejo, de acordo com dados do Ministério da Saúde datados de 2014, há oito Unidades de Saúde Familiar: Entroncamento, Fátima, Ourém, Marmelais (Tomar), Santa Maria (Tomar), Almonda (Torres Novas), Riachos (Torres Novas), Vila Nova da Barquinha a que se junta agora a de Abrantes.

De acordo com o Ministério da Saúde, a implementação de unidades de saúde familiar “prende-se com os grandes objetivos da reforma dos cuidados primários de saúde, atualmente em curso”, de onde se destaca o aumento da acessibilidade e satisfação dos utilizadores de cuidados de saúde; o aumento da satisfação dos profissionais envolvidos na prestação de cuidados e a melhoria da qualidade e continuidade dos cuidados prestados.

A criação das USF baseia-se numa série de condições, entre as quais a prestação de cuidados de saúde gerais para um número de utentes que varia entre os 4 mil a 18 mil, para além da adesão voluntária de profissionais a envolver, com um regime remuneratório baseado no desempenho profissional e um regime de incentivos.

(*) alterado a 2 de fevereiro de 2016: a construção do edifício onde vai funcionar a USF de Abrantes teve apoio comunitário no âmbito do QREN e não do PRODER, como inicialmente referido

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here