- Publicidade -

Abrantes | TSU, Dragões e Pego terão novos relvados até final de agosto

Foram assinados oficialmente os protocolos entre a Câmara Municipal de Abrantes e o Tramagal Sport União, Casa do Povo do Pego e Dragões de Alferrarede, selando aquele que é um acordo entre as partes que garante o apoio no financiamento para instalação dos novos campos de relva sintética nas três comunidades. As medições e preparação para instalação já começaram, confirmou o vereador com o pelouro do Desporto, Luís Dias, e espera-se que até final de agosto as novas infraestruturas estejam operacionais.

- Publicidade -

“É com grande satisfação que hoje nos encontramos aqui, para fazer a assinatura de um protocolo que consideramos de maior relevância”, referiu a autarca Maria do Céu Albuquerque, na presença dos dirigentes Luís Lopes (TSU), Nuno Mateus (Dragões de Alferrarede) e Carlos Cadete (CP Pego), lembrando que este momento “corresponde a uma legítima aspiração de três comunidades, Alferrarede, Tramagal e Pego”.

“Corresponde a um trabalho muito grande da sociedade civil, e que gostava de enaltecer, nomeadamente o empenho dos três clubes envolvidos para poderem concretizar essa aspiração da sua comunidade, que é a instalação de um campo de relva sintética”, congratulou a autarca, dirigindo-se aos dirigentes associativos.

- Publicidade -

Nesta cerimónia, a autarca recordou o porquê deste apoio autárquico, lembrando que os clubes do Pego e Tramagal conseguiram ver aprovados financiamentos da parte da Federação Portuguesa de Futebol, após candidatura efetuada. Já os Dragões de Alferrarede não conseguiram esse financiamento, tendo sido reprovada essa candidatura.

Carlos Cadete (CP Pego), Nuno Mateus (Dragões de Alferrarede) e Luís Lopes (TSU) assinaram protocolos esta quinta-feira, oficializando o apoio financeiro da autarquia para a instalação de relvados sintéticos nos campos de futebol dos clubes que gerem. Foto: mediotejo.net

Pego e Tramagal conseguiram 60 mil euros cada um da parte da FPF, “valor bem mais baixo do que aquele que estava previsto”, frisou Maria do Céu Albuquerque, o que levou a ações de angariação de fundos, contando assim com mais 15 mil euros cada um, angariados junto das comunidades, com apoio das respetivas juntas de freguesia. Desta feita, o município transferirá uma verba máxima de 55 mil euros a ambos os clubes.

Já o clube Os Dragões de Alferrarede conseguiu angariar, diretamente, 40 mil euros junto da sua comunidade, a que se junta financiamento que aguardam respeitante a uma candidatura feita junto do IPDJ (no valor de 15 mil euros). Assim, e no sentido de “criar igualdade de oportunidades”, a CMA apoiará Os Dragões com uma verba máxima de 70 mil euros

“Isto faz com que a CMA se sinta na responsabilidade, no dever, de dizer presente em relação a estas matérias. Por um lado, porque logo numa primeira fase o que fizemos foi criar condições para ajudar os três clubes na construção das candidaturas, de acompanhar todo o processo, por outro lado, aquilo que fizemos numa fase seguinte foi ajudar os clubes a negociar com as empresas, no sentido de conseguir um valor mais baixo, vindo a criar condições para que este projeto pudesse ser levado por diante”, disse Maria do Céu Albuquerque.

Selando este acordo com a autarquia, após assinatura do protocolo, e após uma salva de palmas, os dirigentes referiram que este “é o culminar de um sonho, que é tornado realidade”.

A presidente da CMA fez ainda notar o “grande investimento que a autarquia está a fazer para a promoção do desporto, da qualidade de vida, entendemos o desporto para além do fator de competição, há um fator também determinante que é promover hábitos saudáveis, fomentar a qualidade de vida, e fazer crescer cidadãos verdadeiramente”.

A autarca frisou ainda que este protocolo traz responsabilidades aos envolvidos, trazendo à CM obrigações “na criação das condições para a persecução deste objetivo, mas aos próprios clubes de manterem, organizarem nomeadamente a prática desportiva no sentido de corresponderem àquilo que é o objetivo da instalação destas infraestruturas”.O concelho ganha assim mais duas infraestruturas para a prática desportiva, numa “relação de win-win”, ficando criadas condições para “mais três campos que ficam disponíveis para toda a comunidade”, acrescendo o campo sintético da Cidade Desportiva, junto ao Estádio, e ao campo de Rossio ao Sul do Tejo.

“Vão servir em primeiro lugar as respetivas comunidades locais, mas depois, através deste protocolo também a Câmara, através desta relação de parceria pode pedir utilização destes campos para iniciativas locais, regionais, nacionais e internacionais na prática do futebol ou outras modalidade”, explicou a autarca, abordando uma das cláusulas dos protocolos celebrados.

“O mérito de tudo isto é dos três clubes, dos seus órgãos sociais, e das respetivas comunidades que se envolveram, que criaram condições para que hoje seja possível efetivamente tirar partido deste projeto grande que se conseguiu trazer para o concelho de Abrantes”, terminou, congratulando os clubes.

Na sessão, além da presidente da CMA e dos dirigentes associativos, estiveram presentes o vereador com o pelouro da Cultura e Desporto, Luís Dias, o presidente da UF de Abrantes e Alferrarede, Bruno Tomás, a presidente da JF Pego, Bia Salgueiro, o presidente da JF Tramagal, Vítor Hugo Cardoso. Foto: mediotejo.net

Entre as cláusulas do protocolo constam as contrapartidas para ambos os clubes perante este apoio autárquico, que passam por “promover a execução do projeto referido”, “ostentar, em quaisquer documentos de promoção, de divulgação e de comunicação relativos ao projeto apoiado e ao longo das épocas desportivas em que vigora este protocolo, o logótipo do Município de Abrantes”, “apresentar todas as formas de controlo da execução financeira, incluindo documentos de suporte, para total transparência e imparcialidade dos atos e respetiva equidade e probidade administrativas e fiscais, nomeadamente, cópias de faturas e recibos das despesas efetuadas”, “colaborar com o Município de Abrantes em qualquer ação promocional e de divulgação deste projeto”, “disponibilizar a instalação desportiva apoiada para eventuais eventos municipais ou de parceria institucional, sem prejuízo das atividades desportivas regulares, pelo período de vigência deste contrato”, “assegurar com meios próprios a conservação, manutenção, condições de segurança e limpeza do espaço”, lê-se nos documentos a que o mediotejo.net teve acesso.

O protocolo vigora desde a data da sua assinatura, esta quinta-feira, dia 27 de julho, prolongando-se por um período de 10 anos.

 

ler mais:

Abrantes | Câmara anuncia apoio ao Pego, Dragões e TSU para instalação de relvados sintéticos (C/VIDEO)

 

 

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).