Abrantes | Trabalhadores dos CTT preparam novas formas de luta, admitindo a paralisação total (c/video)

Trabalhadores dos CTT de Abrantes fizeram greve parcial de duas horas por dia reivindicando mais carteiros. Créditos: mediotejo.net

A greve dos trabalhadores dos CTT de Abrantes, em luta pela contratação de mais carteiros, completou hoje o sétimo dia com uma adesão diária de 100% na central de Abrantes, de acordo com o Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações (SNTCT). Mas “continua tudo na mesma” sem a empresa resolver a situação, disse ao mediotejo.net o delegado sindical Paulo Fontinha. Trata-se de uma greve parcial “na luta por melhores condições de trabalho e pela defesa da qualidade do serviço público postal” mas os trabalhadores admitem outras ações, designadamente a greve total às 8 horas de trabalho.

PUB

Numa greve parcial de duas horas diárias dos trabalhadores dos CTT de Abrantes, Paulo Fontinha disse ao mediotejo.net que “está praticamente tudo na mesma. Como se costuma dizer não se vê fumo branco”, naquele que é o sétimo de uma paralisação de dez dias.

Os trabalhadores dos CTT de Abrantes reivindicam melhores condições de trabalho e mais recursos humanos, designadamente carteiros pela defesa da qualidade do serviço público postal.

PUB

“Queremos pessoas para trabalhar, precisamos de 9 a 10 pessoas e a empresa só nos deu três” avançou o delegado sindical. A greve mantém-se até sexta-feira dia 10, mas as ações de luta são para continuar, embora ainda não estejam definidas.

Trabalhadores dos CTT preparam novas formas de luta em Abrantes, admitindo a paralisação total. Foto: Maria Fonseca

Quanto à adesão à greve “tem sido 100% e vai continuar assim. Não vamos baixar os braços” garante acrescentando que a principal revindicação passa por “uma pessoa para cada local de trabalho; ou seja, 25 ou 30 postos de trabalho, 25 e 30 pessoas. Só assim conseguimos trabalhar. De outra forma não conseguimos satisfazer as necessidades das pessoas”.

PUB

Os trabalhadores grevistas foram entretanto recebidos por autarcas, nomeadamente pelo presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Manuel Valamatos, pelo presidente da Câmara Municipal de Gavião, José Pio, e esta terça-feira reuniam com o presidente da Câmara Municipal de Sardoal, Miguel Borges.

Paulo Fontinha explicou que, em Abrantes, o presidente recebeu “muito bem” os trabalhadores comprometendo-se reunir com o diretor distrital dos CTT, o que vai acontecer na próxima sexta-feira dia 10 de julho. Manuel Valamatos comprometeu-se ainda em expor a problemática do incumprimento do serviço público postal e as reivindicações dos trabalhadores dos CTT à Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo.

Isto porque, o serviço público postal “não está a ser cumprido minimamente” em vários Municípios da região, com correio “com mais de uma semana a 15 dias de atraso” diz o sindicalista.

Paulo Fontinha, acompanhado por Nuno Garcia, da Comissão de Trabalhadores, disse ainda ao mediotejo.net que a empresa pretende contratar entre 6 a 7 pessoas, número que poderá ser suficiente neste momento uma vez que existem “pessoas de férias, há pessoal sinistrado, todos os dias aparecem pessoas sinistradas e têm de ser substituídas por contratados” explica.

No entanto, o delegado sindical afirma não ver da parte da empresa ações para efetuar essa contratação. “A empresa está a arranjar 30 mil desculpas e diz que não consegue contratar pessoal. Penso que em 7 dias de luta já era para ter mais algum contratado“.

Desde o dia 29 de junho que os carteiros protestam em diversos locais da cidade de Abrantes, sempre das 07h30 às 09h30. Foto: Maria Fonseca

No último dia de greve, dia 10, sem a situação resolvida “possivelmente iremos marcar um plenário onde decidiremos a forma de luta. Pode ser paralisação de duas horas por dia ou possivelmente dois ou três dias às 8 horas de trabalho” em greve.

Os trabalhadores dos CTT de Abrantes estiveram hoje concentrados com tarjas e com distribuição de comunicados à população na Rotunda das Oliveiras, em Alferrarede. Desde o dia 29 de junho que protestam em diversos locais da cidade, sempre das 07h30 às 09h30.

VEJA AQUI O VÍDEO:

Abrantes / Greve dos trabalhadores dos CTT naquele que é o sétimo dia de luta. O delegado sindical do SNTCT, Paulo Fontinha, faz um ponto de situação para o mediotejo.net. Uma reivindicação por mais carteiros.

Publicado por mediotejo.net em Terça-feira, 7 de julho de 2020

A concentração acontecerá também:

dia 8 de julho, das 07h30 às 09h30, em frente ao Quartel de Abrantes;
dia 9 de julho, das 07h30 às 09h30, na Rotunda A23;
e dia 10 de julho, das 07h30 às 09h30, Avenida D. João I

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here