Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quarta-feira, Junho 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Tendas de campanha militares a postos para iniciar triagem de casos suspeitos de Covid-19 (C/VIDEO)

O Hospital de Abrantes instalou esta segunda-feira três tendas, duas delas militares, junto às urgências da unidade hospitalar para fazer triagem de casos suspeitos de Covid-19. Abrantes, que acolhe a Unidade Médico Cirúrgica e os cuidados intensivos do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), fica com mais capacidade instalada de tendas no exterior que Tomar e Torres Novas tendo em conta que é esta unidade hospitalar que vai acolher os casos mais graves e situações mais críticas de eventuais infetados por Covid-19.

- Publicidade -

A par das tendas instalada em Abrantes, também os hospitais de Tomar e Torres já têm instalados equipamentos idênticos e com as mesmas funcionalidades “numa estratégia de prevenção integrada no plano de contingência que está a ser implementado para proteger profissionais e doentes”, e tendo em conta o expectável aumento do número de casos suspeitos. Esta terça-feira, foram conhecidos os três primeiros cidadãos da região infetados com o novo coronavírus, sendo os mesmos de Tomar, Ourém e Constância.

Tendas de campanha militares reforçam capacidade de triagem de casos suspeitos de Covid-19 no hospital de Abrantes. Foto: mediotejo.net

- Publicidade -

O presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, acompanhou os trabalhos de instalação das tendas militares e da tenda da proteção civil municipal, tendo feito notar que o Exército respondeu positivamente a uma solicitação do Município, depois de uma reunião de trabalho que decorreu há cerca de duas semanas com o Conselho de Administração do CHMT, e em que foi solicitado e concertado um trabalho de envolvência com as autarquias onde estão instalados os hospitais do Médio Tejo (Abrantes, Tomar e Torres Novas).

“Era necessário montar tendas para fazer a triagem, em vez de as pessoas entrarem diretamente nas urgências”, notou, uma medida que visa dar “as respostas necessárias de modo a criar as melhores condições estruturais para acolher da melhor maneiras as pessoas, para lutarmos todos contra este inimigo invisível” e para que “os profissionais de saúde possam fazer da melhor forma o seu trabalho”.

Manuel Jorge Valamatos alertou para a necessidade de “estarmos todos muito atentos”, e “sermos todos muito responsáveis”, cumprindo à risca as regras da Direção Geral da Saúde “de forma a que todos possamos conter esta pandemia”.

Manuel Jorge Valamatos alertou para a necessidade de “estarmos todos muito atentos”, e “sermos todos muito responsáveis”. Foto: mediotejo.net

Tendo apelado a que não haja grandes aglomerados, nem participação em eventos ou atividades festivas, o autarca afirmou ser “muito importante que haja contenção da forma como utilizamos os espaços públicos, como vamos ao supermercado e à farmácia”, exemplificou. “Esta é uma luta de todos”, vincou.

Questionado sobre as solicitações de profissionais de saúde, nomeadamente enfermeiros e médicos, para que sejam disponibilizadas casas de habitação perto do hospital, Manuel Jorge Valamatos disse que a Câmara tem “duas ou três situações” que está “a tentar articular”, tendo destacado o facto de “muita gente estar a disponibilizar espaços e casas” num movimento solidário da sociedade civil que o autarca fez questão de sublinhar.

Tendas de campanha militares reforçam capacidade de triagem de casos suspeitos de Covid-19 no hospital de Abrantes. Foto: mediotejo.net

Com cerca de 50 metros quadrados, as duas tendas militares foram cedidas pelo Exército após solicitação da Câmara de Abrantes, tendo os militares do Regimento de Apoio Militar de Emergência (RAME), em conjunto com os responsáveis do Campo Militar de Santa Margarida, instalado “duas tendas de quatro arcos, insufláveis, impermeáveis, e que servem para este tipo de situações”, deu conta a alferes Maria Sousa, do RAME.

“São muito úteis neste tipo de panoramas e são fáceis de mover e de montar”, disse a militar, tendo feito notar que existe capacidade de resposta por parte do Exército para instalar mais tendas desde que seja necessário e surjam solicitações.

Com cerca de 50 metros quadrados, as duas tendas militares foram cedidas pelo Exército após solicitação da Câmara de Abrantes. Na foto: Alferes Maria Sousa, do RAME.

A medida implementada na segunda-feira nos três hospitais do Médio Tejo vai ao encontro do esperado aumento de casos suspeitos e as tendas estão prontas a partir de agora para serem ativadas e começarem a funcionar “se e quando for necessário”.

Devido à pandemia de Covid-19, nos três hospitais do Centro Hospitalar do Médio Tejo, foram implementadas medidas para contenção da pandemia do Covid-19 tendo suspendido na sexta-feira todas as visitas dos doentes no Internamento e Departamento de Urgência dos hospitais de Abrantes, Tomar e Torres Novas e restringido a presença de acompanhantes apenas aos serviços de Pediatria.

Abrantes fica com mais capacidade instalada de tendas no exterior que Tomar e Torres Novas tendo em conta que é aquele hospital que vai acolher os casos mais graves e situações mais críticas de eventuais infetados por Covd-19. Foto: mediotejo.net

Há outras medidas em implementação, tendo já sido encerrado o serviço de bares e restauração ao público em geral, estando os mesmos restringidos aos funcionários do CHMT.

As autoridades reiteram o apelo para que os cidadãos cumpram as indicações da Direção Geral de Saúde e liguem para a linha do SNS 808 24 24 24 antes de se dirigirem ao hospital. Se não o fizerem estão a contribuir para a disseminação do vírus e a colocar em perigo os profissionais de saúde e os outros cidadãos.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome