Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quarta-feira, Julho 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes: Sofalca é a primeira empresa nacional a obter Declaração Ambiental de Produto

A Sofalca, empresa sediada no concelho de Abrantes que tem como matéria-prima a cortiça, obteve recentemente a primeira Declaração Ambiental de Produto (DAP) existente em Portugal com o principal produto que produz: o aglomerado de cortiça expandido.

- Publicidade -

sofalca_designA empresa refere em comunicado que “com a obtenção desta DAP do aglomerado de cortiça expandida, a Sofalca pretende reforçar e realçar as caraterísticas do seu produto 100% natural e sustentável para o isolamento térmico e acústico, revestimento e design”.

Esta DAP está registada na Plataforma para a Construção Sustentável do CentroHabitat, a nível nacional, e encontra-se em fase de registo na ECOPlatform, a nível europeu.

- Publicidade -

SOFALCA2“Pretende-se, desta forma, apresentar uma fonte de informação segura e completa sobre o desempenho ambiental do aglomerado de cortiça expandida, reforçando e realçando as suas caraterísticas ecológicas”, refere a Sofalca.

A Sofalca é uma empresa sediada em Abrantes, foi fundada em 1966 e pertence ao Grupo Estrada SGPS. Produz, essencialmente, aglomerado negro de cortiça expandida (ICB) utilizado para o isolamento térmico e acústico e também para a realização de peças de design, sendo que a maior parte da sua produção destina-se aos mercados estrangeiros, em especial para França, Espanha, Aústria, Itália, Reino Unido, Bélgica, China e Japão.

SOFALCA4
Um dos exemplares de elétrico trabalhados a cortiça normal pela Sofalca

A Sofalca aposta na inovação e os seus produtos são testados e cumprem todos os processos de certificação. Afirma-se como uma empresa sustentável “que tem como principal objetivo a criação de soluções naturais e ecológicas para o mercado”. “O processo produtivo da Sofalca é sustentável, sendo energeticamente autossuficiente em 95% das suas necessidades, pela utilização da biomassa própria”, salienta a empresa que nos últimos anos tem feito uma aposta forte no design.

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

- Publicidade -
- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome