- Publicidade -

Quinta-feira, Dezembro 9, 2021
- Publicidade -

Abrantes | Rui Serras é o novo presidente da Associação Comercial e Empresarial

A ACE – Associação Comercial e Empresarial de Abrantes, Constância, Sardoal, Mação e Vila de Rei conta com novos órgãos sociais desde 27 de maio e Rui Serras assumiu a presidência para o próximo triénio. A Assembleia Geral que elegeu os novos órgãos sociais até 2023 decorreu no edifício Pirâmide, em Abrantes, cidade onde a ACE tem a sua sede. Rui Miguel Vermelho Serras é o novo presidente da direção da ACE, rendendo no cargo Joaquim Serras.

- Publicidade -

O edifício Pirâmide, em Abrantes, acolheu a Assembleia-Geral que elegeu os novos órgãos sociais para o triénio 2021/2023 da ACE. Após a votação, decorreu a tomada de posse. Rui Miguel Vermelho Serras foi eleito presidente da Direção da ACE – Associação Comercial e Empresarial de Abrantes, Constância, Sardoal, Mação e Vila de Rei, por unanimidade.

Num momento “difícil em que se impõe uma gestão equilibrada”, a equipa eleita tem como principais objetivos, “recuperar o poder de intervenção e cooperação da ACE junto dos municípios da nossa abrangência, contribuir ativamente para o desenvolvimento económico e social da região e das empresas aqui instaladas bem como promover/fomentar o empreendedorismo e o trabalho em rede”, lê-se em nota de imprensa.

- Publicidade -

Paralelamente, pretende “dar uma maior visibilidade ao trabalho desenvolvido pela ACE no ano em que esta comemora 100 anos de existência, ao serviço das empresas da região”.

Rui Vermelho Serras assume a presidência da Associação Comercial e Serviços dos concelhos de Abrantes, Constância, Sardoal, Mação e Vila de Rei. Foto: ACE

A ACE – Associação Comercial e Empresarial de Abrantes, Constância, Sardoal, Mação e Vila de Rei foi formalmente constituída a 27 de março de 1921 por um grupo de abrantinos que se organizaram para criar uma Associação sectorial. A 16 de julho desse mesmo ano, foram aprovados pelo Governo os Estatutos desta Associação.

Os novos órgãos sociais da ACE são constituídos por:

ASSEMBLEIA GERAL
PRESIDENTE – Paulo Manuel Marques Lourenço, representante da Firma: Paulo Manuel Marques Lourenço
VICE-PRESIDENTE – Cláudia Margarida de Jesus Alves Forte, representante da Firma: Hipóteses Exóticas-Unipessoal Lda
1.º SECRETÁRIO – Nuno Felipe Pereira Vicente, representante da Firma: CNV-Const. Nuno Vicente Unipessoal Lda
2.º SECRETÁRIO – Elisabete Arraias Duarte, representante da Firma: Elisabete Arraias Duarte
1.º SUPLENTE – Pedro Miguel Dias Bogalho, representante da Firma: Genérico Auto Lda
2.º SUPLENTE– Paula Alexandra dos Santos Fernandes, representante da Firma: Francisco & Adelaide Lda.

DIREÇÃO
PRESIDENTE – Rui Miguel Vermelho Serras, representante da Firma: Rui Serras-Contabilidade e Consultoria Lda
VICE-PRESIDENTE – Pedro Manuel Pires Fernandes, representante da Firma: Pedro Fernandes Contabilidade e Consultoria Lda

TESOUREIRO – Pedro Miguel Mascate Costa, representante da Firma: Telescrita – Contabilidade e Organização de Empresas Lda
1.º SECRETÁRIO – Vera Lúcia Roseiro Rodrigues, representante da Firma: Higiclean-Material de Higiene e Limpeza Lda
2.º SECRETÁRIO – Renata Sofia Alves Salgueiro, representante da Firma: Renata Salgueiro Lda
1.º SUPLENTE – Diogo Manuel Gaspar da Silva, representante da Firma: Dimigasil Produtos Agrícolas Soc Unipessoal Lda
2.º SUPLENTE– Francisco de Assis Batista, representante da Firma: Francisco de Assis Batista

CONSELHO FISCAL
PRESIDENTE – António Manuel Pedroso Leal, representante da Firma: People & Experiences, Lda
1.º VOGAL – Zélia Maria Farinha Lopes, representante da Firma: Chamaconta Lda
2.º VOGAL – Nuno Miguel Marques da Silva, representante da Firma: Nuno Miguel Marques da Silva
1.º SUPLENTE – António Marques Alexandre, representante da Firma: Carpego-Comércio de Automóveis Lda
2.º SUPLENTE– Rui Manuel Lopes Monteiro, representante da Firma: Claudirui-Restauração Lda

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome