Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Setembro 19, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Rui Santos (PSD) passa a vereador independente até final do mandato (c/áudio)

O vereador Rui Santos, eleito pelo Partido Social Democrata, a pouco mais de dois meses das eleições autárquicas anunciou que já não representa o PSD na Câmara Municipal de Abrantes e informa que, até ao final do seu mandato, passará à qualidade de independente.

- Publicidade -

Rui Baptista dos Santos anunciou, esta terça-feira, que passa a vereador na qualidade de independente enquanto vereador eleito pelo PSD no executivo municipal de Abrantes. Apesar de não abandonar o partido, do qual continua militante, garantiu que continuará a cumprir o seu mandato de vereador mas na qualidade de independente.

Em e-mail enviado ao presidente da Câmara Municipal, Manuel Jorge Valamatos, datado do dia 8 de julho, bem como à Comissão Política Concelhia do PSD de Abrantes, o vereador justificou a decisão “por respeito” ao lugar que ocupa e recusou ser classificado de “muleta do Partido Socialista”.

- Publicidade -

“Por respeito ao lugar que ocupo há quase quatro anos e por respeito ao partido onde milito esta era a decisão que teria de tomar”, disse Rui Santos durante a reunião de executivo esta terça-feira, 13 de julho.

Desta forma, desde quinta-feira “nem o PSD tem de se rever nas decisões públicas que possa tomar enquanto vereador nem eu ficarei obrigado a acatar qualquer decisão da Comissão Política do PSD”, afirmou.

Assumiu ser “com a consciência perfeitamente tranquila” que desde dia 8 passa a “ter mais liberdade para dizer aquilo que penso e para fazer o melhor pelo nosso concelho”.

Defendendo que não deve ser desfeito “aquilo que foi feito e reconstruir algo de novo” referindo-se ao atual Mercado Diário de Abrantes “porque estamos a falar de dinheiros público”, deu conta da sua decisão estar ligada ao antigo Mercado Municipal, sendo que Rui Santos aprovou a reconversão do edifício num pavilhão multiusos e o PSD de Abrantes recusa essa reconversão e defende que o mercado de frescos volte ao antigo edifício também conhecido como praça de Abrantes.

O vereador eleito pelo PSD garantiu que durante o seu mandato sempre se manteve fiel ao programa do partido pelo qual se candidatou à Câmara Municipal de Abrantes. “Sempre fui fiel aos princípios e aos ideais do PSD, no entanto, sempre afirmei que após o ato eleitoral cada um de nós deve despir a camisola partidária e vestir a camisola de Abrantes. Foi isso que fiz e continuarei a fazer até final deste mandato”.

Segundo Rui Santos, “para que os novos autores, nomeadamente do PSD, possam fazer campanha sem ser beliscada, de alguma forma, por alguma posição que venha a tomar até final do mandato” entendeu concluir o seu mandato na qualidade de independente.

Recusa ser classificado, bem como o seu partido, de “muleta” do Partido Socialista “até porque nem precisavam”, argumenta, e assegura que “todas as decisões” por si tomadas “foram em consciência” a pensar “no melhor” para o concelho de Abrantes.

E deixa algumas notas, vincando que “pela primeira vez o presidente da Câmara teve oportunidade de, comigo, incluir nas Grandes Opções do Plano matérias que faziam também parte do programa do PSD”.

Acrescenta que, igualmente, “pela primeira vez tivemos oportunidade, do PS e do PSD, poder discutir a política fiscal para o concelho de Abrantes”, acordo que não foi avante “por força da pandemia”.

ÁUDIO: VEREADOR RUI SANTOS

 

Rui Santos, 48 anos, foi eleito vereador em 2017 e deixou a presidência da Comissão Política Concelhia, altura em que Diogo Valentim entra em cena e vence em 2018 as eleições internas que disputou então com Joaquim Simplício.

Diogo Valentim não se recandidatou mas apoiou e integrou a lista de José Moreno Vaz, que venceu a lista de Rui Santos e é o atual presidente da concelhia de Abrantes do PSD.

Em 2017, Rui Santos assumiu a posse do mandato de vereador, sendo o número dois nas listas do PSD, depois do candidato do PSD à Câmara de Abrantes, Rui Mesquita, ter renunciado ao cargo para o qual foi eleito.

Rui Mesquita não compareceu na tomada de posse que se realizou no auditório da Escola Dr Solano de Abreu, a 20 de outubro de 2017.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome