Abrantes: “Ritmos de Mudança” debate saberes, tradições e experiências

Chama-se “Ritmos de Mudança” e é o segundo encontro nacional de cooperativas que se vai realizar em Abrantes a partir desta sexta-feira, dia 1 de julho, até dia 3, numa organização da Cooperativa Verdeperto, sedeada Rossio ao Sul do Tejo, que além de workshops, debates e seminários, promete animação musical nas praças do centro histórico.

PUB

Valorizar o artesanato, promover o turismo e o património cultural são os principais objetivos deste segundo encontro cooperativo que pretende ser um espaço de saberes, tradições, culturas e experiências, com a realização de seminários, debates, workshops e atividades culturais gratuitas e abertas à comunidade.

Economia solidária, energia, finanças éticas, agricultura, alimentação, soberania alimentar, turismo, educação e lazer, permacultura e transição, associativismo, voluntariado e desenvolvimento local são alguns dos temas que irão estar em debate durante o evento “Ritmos de Mudança”.

PUB

A cerimónia de abertura deste evento está agendada para esta sexta-feira, dia 1 de julho, a partir das 15h, nas instalações da Escola Superior de Tecnologia de Abrantes, após a qual se seguirá um seminário dedicado à “Economia Solidária”, moderado por José João (Casa do Sal), que terá como oradores André Freire (Cooperativa Verdeperto), Jorge Filipe (Cooperativa Integral Minga) e Manuel Moura (ECG Cooperativa Cultural).

Na noite do primeiro dia de “Ritmos e Mudança”, entre as 21h e a 01h, a Praça da República acolhe momentos musicais com os Extended Sunset, Trio Elétrico Fel, Cherry Blossom Girl e DJ Mossy e durante os três dias do evento, os Claustros do Convento de S. Domingos recebem a Feira Social e Solidária, com artesanato, exposições e produtos locais.

PUB
Cartaz da animação que irá decorrer durante o evento "Ritmos de Mudança"
Cartaz da animação que irá decorrer durante o evento “Ritmos de Mudança”

O segundo dia do evento, sábado, inicia-se com um seminário sobre “A outra face da moeda – alternativas de financiamento do terceiro setor: as finanças éticas e solidárias”, pelas 10h, que terá como convidados Núria Del Rio (Finanças Solidárias em Espanha) e Fabrice Genot (Iniciativas em curso em Portugal), tendo como moderadora Sara Trindade. Para as 11h30, está agendado o debate “Comunicação e Media”, moderado por Hália Santos, diretora da licenciatura em Comunicação Social da ESTA, que terá como convidados Alves Jana (Projeção de Vídeo), Marcos Nogueira (100Smart.coeer.org) e Maria de Lurdes Lopes (Lusa).

Às 15h, terá lugar a conferência sobre “Formas e alternativas de produção e gestão de energia” que terá como oradores Elena Castrillo (Cooperativa de Valladollide- Espanha) e Ana Rita Antunes (Cooperativa Coopérnico), estando a moderação a cargo de Miguel Almeida (Movimento Cooperativo Europeu das energias renováveis).

O dia de trabalhos termina com uma conversa aberta sobre “Permacultura e Transição”, que conta com as presenças de Sandra Carvalho, Anaís Creolo e Fernando Oliveira (Movimento Cidades em Transição) e a presença do moderador, também participante, Luís Amaral (Permacultura).

Na noite de sábado, dia 2 de julho, a Praça Barão da Batalha irá acolher, a partir das 22h, um bailarico com o Duo Amarelo.

No último dia do encontro cooperativo, a manhã começa com um debate dedicado à “Agricultura, Alimentação e Soberania”, moderado por Pedro Rocha, que contará com as intervenções de Samuel Thirion (Fundador da Urgenci) e João José Fernandes (OIKOS), moderado por Pedro Rocha (Apresentação do movimento Portugal).

“Associativismo, Voluntariado e Desenvolvimento Local” é o tema do seminário, moderado por Jorge Claro (Fajudis), com a presença de Luís Ferreira (Festival Bons Sons- SCOCS), Marco Domingues (Inovação Social e animação Comunitária em contexto de Aldeia – Ecogerminar), Eugénio da Fonseca (Confederação Portuguesa do Voluntariado), Augusto Figueiredo (O contributo das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto para o Desenvolvimento Local – FCCRDS) e Eduardo Figueira (Animar). Ao início da tarde, realiza-se um painel sobre “Turismo, Educação e Lazer – Integração Multidisciplinar”, moderado por Pedro Saraiva (Tagus) e que conta com os convidados Frederico Abreu (Vale da Sarvinda), Júlio Ricardo (Terra Chã) e António Carvalho (Terra D´água).

O encerramento do encontro cooperativo estará a cargo de André Freire (Cooperativa Verdeperto) e do professor Roque Amaro.

O “Encontro Cooperativo – Ritmos de Mudança 2016” resulta de uma parceria entre a Cooperativa Verdeperto com a Escola a Escola Superior de Tecnologia de Abrantes, a Rede Convergir, a Moving Cause, meditejo.net, Federação das Associações Juvenis do Distrito de Santarém, Fajudis, a Rede Portuguesa de Economia Solidária, RedPES, Coopérnico, a Cooperativa Cultural Persona, a Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local, Socialcoop, PlataformaFES, a Meganimação e a Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior – TAGUS.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here