Sábado, Fevereiro 27, 2021
- Publicidade -

Abrantes | Reuniões de Câmara podem ser acompanhadas nos canais digitais

Devido ao agravamento da situação pandémica provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2 e da doença covid-19 no País e na região, e em conformidade com a legislação em vigor para assegurar o respeito pelas regras de distanciamento social, o Município de Abrantes informa que “as reuniões de Câmara passam a ser realizadas apenas por videoconferência com transmissão em direto nos canais digitais da autarquia.

- Publicidade -

As mesmas podem ser acompanhadas nas seguintes plataformas:
Facebook www.facebook.com/MunicipioDeAbrantes
Canal YouTube https://www.youtube.com/channel/UCYwhE94G6Zge45QFSb5HZLQ
App CMA360Mobile”.

Acrescenta em nota de imprensa que “as reuniões de câmara não serão abertas à presença do público em geral, mas a intervenção dos cidadãos continuará salvaguardada, admitindo-se o envio prévio à Câmara Municipal de comunicação escrita.

- Publicidade -

As comunicações escritas deverão ser remetidas para o endereço actas@cm-abrantes.pt, até às 12h00 da sexta-feira anterior à reunião, com a indicação de nome, contacto e assunto e/ou processo a tratar. As comunicações escritas não deverão exceder três páginas”.

Mais informações e para consulta das datas de realização das reuniões durante o ano de 2021 e do regimento das reuniões pode ser consultado o site da Câmara http://cm-abrantes.pt/index.php/pt/component/content/article/126-municipio/camara-municipal/executivo/reunioes-de-camara/377-datas-reunioes-de-camara

O Executivo Municipal reúne às terças-feiras, pelas 09h30, com uma periodicidade quinzenal. A próxima reunião decorre no dia 9 de fevereiro.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).