PUB

Abrantes | Requalificação da Escola Octávio Duarte Ferreira vai custar cerca de um milhão de euros

O edifício da Escola Básica (2º e 3º ciclo) e Secundária Octávio Duarte Ferreira, na vila de Tramagal, vai ser alvo de uma requalificação da responsabilidade da Câmara Municipal de Abrantes. Na última reunião de executivo, o presidente da autarquia, Manuel Jorge Valamatos (PS) deu conta de uma obra que vai implicar um custo financeiro de perto de um milhão de euros.

PUB

A Câmara Municipal de Abrantes aprovou o projeto para reabilitação da Escola Básica (2º e 3º ciclo) e Secundária Octávio Duarte Ferreira, na Vila do Tramagal, com valor estimado de 828.535,69 euros (acrescido de IVA à taxa legal em vigor).

Sendo a escola propriedade do Estado, e aguardando a formalização da transferência de competências para as autarquias em matéria de educação, em agosto último a autarquia avançou sobre a realização de um acordo de colaboração entre o Ministério da Educação e o Município, transferindo para a Câmara Municipal a competência da administração e gestão da empreitada a executar no âmbito do Programa Operacional Regional Centro 2020, para efeitos de candidatura a fundos comunitários, especificamente à “PI 10.5 Infraestruturas da Educação do Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial da CIMT – Centro 2020”.

PUB

De acordo com o estabelecido nesse acordo, revelou na altura a autarquia, em nota de imprensa, que o Estado Português e o Município suportarão em partes iguais o pagamento de metade do valor da contrapartida pública nacional da empreitada.

A obra, com valor inicialmente previsto na ordem dos 700 mil euros, afinal apresenta agora um valor estimado superior a 800 mil euros sendo aprovado em reunião de Câmara que o Projeto de Execução seja objeto de revisão por entidade devidamente qualificada para a sua elaboração, distinta do autor do mesmo, antes do lançamento da empreitada.

PUB

A intervenção incidirá sobre a remoção das coberturas dos edifícios com amianto sendo substituídas por novas; reabilitação de janelas, vãos de escadas, parte elétrica e melhoria das condições térmicas; substituição dos pavimentos; pinturas e revestimentos, arranjos exteriores, entre outras intervenções, estando ainda prevista uma nova solução para cobertura dos telheiros.

A escola ficará apetrechada com 10 salas de aula de 2º ciclo; 10 de 3º ciclo e cinco de secundário.

O projeto obteve parecer positivo da DGEstE – Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares.

PUB
PUB
Paula Mourato
A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).