Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 31, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

ABRANTES: Rádio Antena Livre assinala 35 anos de emissões regulares

A rádio Antena Livre (AL), com estúdios em Abrantes, vai assinalar esta quinta-feira, dia 21 de janeiro, 35 anos de emissões regulares com uma emissão especial ao longo do dia, com reportagens, entrevistas e novidades na programação.

- Publicidade -

Em declarações ao mediotejo.net, o diretor de programação da AL, Paulo Delgado, disse que “assinalam-se 35 anos de rádio no mesmo ano em que a cidade de Abrantes comemora 100 anos, sendo que a rádio pretende dessa forma assinalar também o aniversário da cidade, reforçando as manhãs informativas e as emissões em direto a partir do exterior”.

No primeiro trimestre de 2016, a Antena Livre vai ainda ser alvo de uma atualização tecnológica, com “instalação de novos equipamentos e emissores num processo de evolução natural, intervenção que incluirá ainda a abertura de um site totalmente renovado”.

- Publicidade -

“21 de Janeiro de 2016. 35 anos de rádio a partir de Abrantes”. …É este o mote para uma manhã diferente na Antena Livre esta quinta-feira entre as 7h e as 11h. A “Edição da Manhã”, conduzida há vários anos com por Paulo Delgado, vai ter em estúdio alguns convidados que vêm falar sobre os projetos que têm na Antena Livre.

É o caso de Dominique Borges, que estará em estúdio para falar sobre o seu novo programa “RADIO TONIC” que estreia a 23 de Janeiro às 18h e que promete recuperar as melhores músicas dos últimos 30 a 40 anos! Luis Delgado também estará em antena para falar sobre a sua emissão de sábado às 15 “CENTRAL DE ESCUTA” que dá a volta aos tops do mundo. Uma emissão no ar há vários anos e que tem continuidade garantida em 2016, tal como o programa RADAR que a Jornalista Patricia Seixas modera em direto todas as quintas feiras entre as 22h e as 24h com os comentadores Luis Ablú Dias; Vasco Damas e Alves Jana que opinam sobre os temas mais pertinente da atualidade regional, nacional e internacional. Patricia Seixas também marcará presença em estúdio para falar um pouco sobre este programa e também sobre o seu percurso no jornalismo. O fadista Camané, também será convidado desta Edição da Manhã, para falar sobre o espetáculo de sábado à noite no teatro Virginia em Torres Novas.

Mas, a grande aposta da Antena Livre em 2016 vai ser dar continuidade à informação. Uma informação de proximidade que acompanha desde sempre o pulsar da região, sendo que em 2016 – e já a partir desta quinta feira – reforçará a incidência na informação de âmbito nacional e internacional. A Antena Livre, vai estar no ar com novos noticiários de atualidade às 07h; 08h; 09h; 10h e 11h da manhã, além dos alargados informativos das 00h; 04h; 12h e 18h.

Na música, a estação emissora continuará apostada em aliar a boa música a que já nos habituou, aos conteúdos que fazem da estação, a líder de preferências na região. A pensar num target adulto, a Antena Livre continuará a dar às pessoas o que as pessoas realmente gostam de ouvir, fazendo em 2016 um reforço nos conteúdos que se pretendem que sejam de áreas cada vez mais diversificadas.

“Pretende-se que a rádio chegue cada vez mais a todos e a todas, continuando a assumir-se como um projeto generalista e não como uma rádio temática onde só a música importa”, descreve Paulo Delgado.

Assim, neste novo ano continuarão em antena as rúbricas de saúde, em que semanalmente médicos convidados de diferentes áreas da saúde falam sobre “temas que chamam muito a atenção do auditório, por serem sempre temas actuais e que a todos importam saber”, mas não só: “Estórias da Nossa História” coordenado e apresentado por Isilda Jana, é um espaço que recupera estórias e tradições da nossa região. Está no ar há vários anos e continua também em 2016. Paulo Niza e Célia Martins do Centro de Negócios e Empresas de Almeirim, também continuarão a vir todas as semanas aos estúdios da Antena Livre, para continuar a dar ideias e ajudar a resolver situações mais difíceis da vida, quer a nível pessoal, quer profissional. Trata-se do espaço “Caminhar em tempos difíceis”. Também, o espaço “Philosofalando” no ar há vários anos continuará a marcar presença pela voz de Alves Jana na emissão da Antena Livre. É um espaço que tem como função pôr as pessoas a pensar na vida a partir da filosofia e na filosofia a partir da vida. As conversas na Antena Livre não faltarão no novo ano, com a continuidade do programa “Disto & Daquilo”. Alternadamente, todas as semanas, Rolando Silva; Alves Jana; Joana Margarida Carvalho e Mário Rui Fonseca, transformam o estúdio da Antena Livre numa “mesa de café” e ali, descontraidamente, conversam durante duas horas sobre os mais variados temas da vida e/ou da atualidade. Este ano junta-se à equipa do Disto & Daquilo Luis Marques Barbosa, que já está a preparar o primeiro programa. Luis Marques Barbosa continuará também a assegurar  os seus “Salpicos de Cultura ao fim-de-semana.

“Passaremos também a conhecer melhor os astros e o universo com o astrónomo Máximo Ferreira, que transporta da Antena 1 para a Antena Livre aos fins de semana o conhecido espaço “Caminho das Estrelas”, acrescentou o responsável pela programação da AL.

“Music Box”, regressado em Outubro após 5 anos de ausência continuará a marcar presença na Antena Livre aos sábados de manhã. “Continuaremos aqui, a descobrir as preferências musicais dos convidados, que serão músicos, mas não só. Já neste sábado dia 23, a convidada do Music Box será a jornalista Ana Clara, e ainda o músico David Fonseca. Certo é que a Antena Livre continuará sempre a apoiar os músicos da região, com a divulgação dos seus trabalhos na playlist da Antena Livre”. De recordar que há 5 anos atrás, foi editado pela rádio o cd “Escuta” que reúne alguns projetos da região.

O desporto continuará a ser uma aposta nas tardes de domingo, e novidades vão ainda surgir também a nível dos desportos motorizados; música e cinema. O mediotejo.net soube que 2016 será ainda marcado na Antena Livre, por vários programas feitos em direto do exterior, que serão divulgados oportunamente.

Comemoram-se 35 anos de rádio no mesmo ano em que a cidade de Abrantes comemora 100 anos, sendo que a rádio pretende dessa forma assinalar também o aniversário da cidade.

No primeiro trimestre de 2016, a Antena Livre vai ainda ser alvo de uma atualização tecnológica, com instalação de novos equipamentos e emissores num processo de evolução natural. Esta intervenção incluirá ainda um site totalmente renovado e de “cara lavada”.

A Gala Antena Livre & Jornal de Abrantes, tem este ano a sua 11ª edição e estamos em condições de adiantar que a mesma acontecerá a 6 de maio. Este é um evento que já ganhou “vida própria” na agenda cultural da região. Todos os anos, são galardoadas pessoas, instituições e empresas da região que por um ou outro motivo mais se destacaram no seu percurso. A Gala, traduz-se num espetáculo cheio de glamour e emoção e traz anualmente a Abrantes várias figuras nacionais, como foram os casos recentes do Jornalista José Rodrigues dos Santos; Dina Aguiar ou Júlio Magalhães ou os músicos Sara Tavares; António Manuel Ribeiro e os seus UHF ou Gonçalo da Câmara Pereira.

Com direção geral de Ângela Gil, a Antena Livre tem em Abrantes a orientação e supervisão de conteúdos jornalísticos de Joana Margarida Carvalho e a orientação e supervisão de programas de Paulo Delgado. A informação da casa é ainda assegurada por Mário Rui Fonseca e Joana Santos, e entre rúbricas e programação a Antena Livre reúne uma equipa de cerca de 30 colaboradores.

Com o fim das emissões da Rádio Tágide, a estação emissora AL é desde abril de 2014 a única rádio a emitir a partir de Abrantes e pertence à empresa Media On, Comunicação Social lda, do grupo Lena Comunicação que em 2001 adquiriu o alvará de emissão que pertencia à extinta RAL, Cooperativa de rádio, cultura e recreio, sendo que em jeito de homenagem aos homens e mulheres que fizeram a RAL o nome “Antena Livre” manteve-se e são os 35 anos de emissões regulares de rádio a partir de Abrantes que agora se comemoram.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome