Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | PSD questiona Governo por falta de iluminação na ponte sobre o Tejo

Os deputados do PSD eleitos por Santarém enviaram uma pergunta ao Ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, pedindo uma “explicação para a recém reinaugurada ponte de Abrantes sobre o Tejo não ter iluminação” e a “que se deve este atraso”.

- Publicidade -

“Passados quatro meses da reinauguração a ponte continua sem iluminação, o que tendo em conta que é uma ponte com passagem e circulação de peões é perigoso e grave. Curioso é que no dia da festa de inauguração a iluminação da ponte estava a funcionar como podem testemunhar vários dos cidadãos presentes e as diversas fotografias então divulgadas. É por esta razão que ainda compreendemos menos o facto da iluminação da ponte não estar a funcionar quatro meses após a sua inauguração”, questionam os deputados no documento.

“Que diligências efetuou o governo para garantir que a iluminação será restabelecida imediatamente, confirma o governo que a ponte esteve iluminada no dia da inauguração em que esteve presente o Ministro da tutela, está prevista a transferência da posse da ponte para a autarquia de Abrantes” e “qual a razão que impede as IP de ativar de imediato a iluminação da ponte”, são as questões que o PSD colocou à tutela.

- Publicidade -

“As questões colocadas têm como objetivo encontrar uma explicação para este atraso, mas sobretudo alertar para necessidade de encontrar uma solução imediata para o problema. Se existe equipamento de iluminação, se esta está ligada à rede elétrica, não é compreensível nem aceitável que não esteja a funcionar”, concluem.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here