- Publicidade -

Abrantes | PSD questiona por homenagem a Eurico Consciência aprovada há 3 anos

Em 2018, a Assembleia Municipal de Abrantes aprovou por maioria a proposta de recomendação do Partido Social Democrata (PSD) designada “Atribua-se o nome de Eurico Heitor Consciência a uma rua”. A proposta foi aprovada mas três anos volvidos ainda nenhuma rua em Abrantes recebeu o nome do malogrado abrantino, advogado de profissão. Tal facto foi questionado na última reunião dos deputados municipais.

- Publicidade -

Na última Assembleia Municipal de Abrantes, o deputado do PSD, João Salvador Fernandes, lembrou o executivo dessa recomendação aprovada. Louvando a Câmara Municipal de Abrantes por atribuir à Biblioteca Itinerante de Abrantes o nome José Diniz, considerando ser “um ato bonito e que respeita a memória e o legado cultural que nos foi deixado pelo Dr. José Diniz”, questionou o presidente da Câmara sobre a recomendação “Atribua-se o nome de Eurico Heitor Consciência a uma rua”.

O deputado social democrata afirmou que “o Dr. José Diniz não é a única personalidade local que, infelizmente falecida, merece ser recordada pelo seu contributo à comunidade”.

- Publicidade -

Recordou que a Assembleia Municipal aprovou, por proposta de recomendação apresentada pelo PSD, que “fosse atribuído o nome do Dr. Eurico Heitor Consciência a uma rua, digna desse nome, neste Município de Abrantes”.

A bancada do PS questionou, por isso, o presidente da Câmara acerca da implementação desta recomendação, perguntando “se é assim tão difícil atribuir um nome a uma rua? Não esquecendo que esta proposta foi aprovada ainda no tempo da sua antecessora”, recordou João Fernandes, referindo-se à atual ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes.

Em resposta, Manuel Jorge Valamatos (PS) começou por dizer que a atribuição do nome de José Diniz à Biblioteca Itinerante de Abrantes “é justa”, acrescentando que “comigo, quando se diz que é para fazer, fazemos!”.

No entanto, o presidente reconheceu que “alguns compromissos assumidos têm de ser estudados e analisados. Gostava de poder contar com a sua participação, e com todos, para os podermos efetivar”, afirmou.

O PSD apresentou em abril de 2018 uma proposta em sede de Assembleia Municipal no sentido de recomendar a Câmara Municipal de Abrantes “a atribuir a uma rua digna o nome do Dr. Eurico Heitor Consciência, realizando uma pequena cerimónia celebrativa no dia da cidade”. A proposta do grupo municipal do PSD foi aprovada por maioria com duas abstenções na bancada do PS.

Na proposta de recomendação do PSD pode ler-se que “Eurico Heitor Consciência compreendia a importância do esforço coletivo dos homens. Em coerência, fundou um prémio para estudantes, auxiliou a Santa Casa da Misericórdia pro bono, foi dirigente associativo e desportivo e desempenhou, probamente, eminentes cargos na estrutura da Ordem dos Advogados, sem nunca perder o siso e o sorriso, porque sabia quão efémera era a fama e a glória”.

E continua: “Epicurista, no sentido filosófico do termo, amigo de boas leituras e músicas, fino gourmet, não exibia os galões e as estrelas conquistadas no decorrer da sua carreira cívica e profissional”. Deste modo, o PSD pretende “homenagear o homem sábio, reivindicativo e bem-humorado que partiu no dia 20 de abril de 2016”.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -