- Publicidade -

Abrantes | PSD pede lista de imóveis devolutos e cinzeiros públicos para evitar beatas no chão

Na última reunião de Câmara o vereador eleito pelo PSD, Rui Santos, voltou a pedir uma lista onde constem todos os imóveis devolutos em Abrantes. E insistiu na sugestão de colocação de cinzeiros em vários pontos da cidade e também das freguesias do concelho para evitar beatas no chão. Em resposta, o vice-presidente, João Gomes (PS), garantiu que ambos os assuntos estavam em processamento.

- Publicidade -

O Partido Social Democrata manifesta-se preocupado com a questão da reabilitação urbana no concelho, especificamente do imobiliário que se encontra devoluto cujos proprietários já foram notificados pelo Município para fazerem obras de segurança. O vereador Rui Santos quis ainda saber se relativamente a esses imóveis foram aplicadas coimas.

Em sessão de Câmara Municipal anterior já havia solicitado o levantamento de todos os imóveis degradados em Abrantes e voltou na terça-feira, 12 de janeiro, a insistir no pedido notando não ser seu hábito pedir “duas vezes”.

- Publicidade -

Em resposta, o vice-presidente João Gomes garantiu que “a informação está quase toda recolhida” sendo que, detalha, “está dividida por vários serviços; a parte de contencioso as notificações feitas, os levantamentos dos edifícios uma parte nos centros históricos são feitos pela divisão de desenvolvimento económico e também a parte do urbanismo que faz todas as notificações e acompanhamento dos processos”.

João Gomes assegura, no entanto, que “logo que tenhamos a informação reunida marcaremos uma reunião com as pessoas responsáveis, porque a informação é muito vasta. Mas estou a trabalhar com os chefes de divisão para delimitar os procedimentos e de como iremos trabalhar a informação para ser disponibilizada”.

Rui Santos referiu ainda outro assunto igualmente já abordado em reunião de executivo municipal, ou seja a distribuição de cinzeiros pelo concelho de Abrantes. “Como todos sabemos o valor das coimas aumentou para quem deitar beatas para o chão. Também sabemos que cafés e restaurantes são obrigados a ter à porta do estabelecimento um cinzeiro mas penso que em diversos pontos da cidade e nas freguesias deviríamos colocar cinzeiros do Município. Por enquanto ainda não é crime fumar”, observou.

Sobre a colocação de cinzeiros João Gomes refere que “os serviços do Município estão a tratar. Já foi colocado um número de cinzeiros nos abrigos de passageiros. Parte da encomenda já chegou a outra está por chegar porque aquando da aplicação da lei houve uma corrida à compra de cinzeiros de grande dimensão”, explica.

Manifestando “preocupação” adianta que a Câmara “tem estado a colocar cinzeiros nos sítios públicos e à porta dos edifícios municipais. Um trabalho que ainda não está concluído mas uma resposta de higienização dos espaços públicos que pretendemos dar”, concluiu.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).