Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sexta-feira, Julho 30, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Por 2,2 ME, mítico Edifício Carneiro passa a Museu de Charters de Almeida

Foi aprovado o projeto de execução para a intervenção de restauro, reabilitação, remodelação e ampliação do Edifício Carneiro, para instalação do Museu de Arte Contemporânea Charters de Almeida (MAC). Este passo administrativo antecede o concurso público para realização da obra que terá para esse efeito um preço base fixado em 2.197.080,00 € + IVA. O prazo previsto de execução da obra é de 720 dias.

- Publicidade -

O Edifício Carneiro vai ser requalificado para ser “guardião da atividade artística” do escultor Charters de Almeida, pode ler-se na nota de imprensa da autarquia.

Passará a ser público o acervo de obras representativas das várias fases do percurso de mais de meio século da atividade artística do escultor, doadas por sua vontade à Câmara Municipal de Abrantes, que ficarão expostas no interior e no exterior do edifício, uma vez que toda a zona exterior envolvente do logradouro vai ser tratada com a finalidade de ser a porta de entrada para a criação de um percurso de exposição ao ar livre até à entrada do Jardim do Castelo, confluindo com a intervenção prevista para o espaço do Castelo e área em redor.

- Publicidade -

O escultor Charters de Almeida, 82 anos, doou ao município de Abrantes uma parte significativa da sua coleção, resultado de mais de meio século de atividade artística, e de que se destacam as obras em grande escala, conhecidas por “Cidades Imaginárias”, que chegam a atingir os 40 metros de altura.

Para além dos espaços expositivos interiores, para acolhimento de exposições de caráter permanente e temporário, o edifício será dotado de um auditório polivalente, lê-se na mesma informação.

Recorde-se que em março de 2016 foi feita adenda ao protocolo estabelecido no ano 2006, altura em que foi feito protocolo inicial de colaboração entre as duas entidades, tendo sido apresentado o projeto do futuro Museu de Arte Contemporânea.

Charters de Almeida assina adenda ao protocolo com a autarca Maria do Céu Albuquerque, em cerimónia de apresentação do projeto do Museu de Arte Contemporânea, cujo projeto de execução para lançamento de concurso foi aprovado em reunião de câmara nesta terça-feira, dia 30 de maio. Foto: CMA

O MAC irá incluir peças da primeira fase do seu trabalho (até 1973), que se convencionou chamar “dos bronzes” pela predominância dessa matéria; um conjunto de trabalhos denominados “Relógios de sol”, trabalhados em blocos de mármore polido, com várias componentes de metal; e ainda um conjunto de trabalhos (entre quadros com imagens e pinturas) com desenhos e projetos das “Cidades Imaginárias”, que correspondem a intervenções no espaço público utilizando materiais como o aço, o mármore, o granito e o betão armado.

Ler mais:

Câmara de Abrantes investe 1,5 milhões de euros em museu de Charters de Almeida

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome