Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Sexta-feira, Setembro 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Abrantes | ‘Ponte de Tramagal’ “avança porque é a que está inscrita no PRN 2000” – Nelson de Carvalho

O ex-presidente da Câmara de Abrantes, Nelson de Carvalho, congratulou-se hoje com a decisão do Governo em incluir a conclusão do IC9, através da construção de uma ponte sobre o Tejo entre a zona de Abrançalha e a freguesia de Tramagal, no concelho de Abrantes, no Programa Nacional de Investimentos 2030. “Se o governo incluiu a conclusão do IC9 no âmbito das prioridades de investimento só tenho de aplaudir porque é o que faz sentido e porque continua a ser estrategicamente relevante em termos regionais e nacionais”, disse o ex-autarca, que lembrou as diligências que desenvolveu até se fazer aprovar e incluir aquele troço do IC9 no Plano Rodoviário Nacional (PRN).

- Publicidade -

Segundo Nelson de Carvalho, que esteve na génese da inclusão da denominada ‘ponte de Tramagal’ no traçado do IC9, “as discussões que se ouvem e se leem [sobre a localização da travessia] “não fazem sentido porque a localização está definida, os estudos de impacto ambiental feitos e aprovados, o traçado e as quatro vias com perfil de autoestrada definidos e inscritos num documento que regula e estabelece uma rede de ligações nacionais” a concretizar.

“Tudo o resto é absurdo. Não percebo as discussões que vou vendo e vou lendo, como se de quintinhas se tratassem. É chover no molhado porque o Estado já tomou uma posição e está definida no Plano Rodoviário Nacional 2000 e inclui a chamada ponte de Tramagal”, disse Nelson de Carvalho, tendo feito notar que a conclusão do IC9 vai permitir a ligação de Abrantes a Ponte de Sor através de uma ponte a construir sobre o Tejo, “entre Abrançalha e Tramagal”.

- Publicidade -

“A ponte foi projetada com quatro vias desde o início para ficar preparada para crescimentos futuros de tráfego, uma vez que este troço do IC9 será a ligação fundamental ao Alto Alentejo, Ponte de Sor e o IC13 … e a alternativa atual, a EN2 entre Abrantes e Ponte de Sor é, como sabemos, uma estrada estrangulada em Bemposta, Arrifana, Rossio ao Sul do Tejo, Barreiras do Tejo, Alferrarede … com diversos troços urbanos e municipais”, notou o ex-autarca.

Traçado do IC9 de ligação Abrantes a Ponte de Sôr, incluiu uma nova ponte entre Abrançalha e Tramagal, lembra o ex-autarca de Abrantes Nelson de Carvalho. Imagem ilustrativa: DR

O ex-presidente do município de Abrantes lembrou que tudo começou com uma visita à fábrica da Mitsubishi em Tramagal, onde esteve presente o antigo ministro Mira Amaral, no Governo Cavaco Silva, em meados dos ano 90.

“Olhámos para o exterior da fábrica, vimos o Tejo a separar a fábrica do acesso à A23 (então IP6) e disse ao ministro Mira Amaral que ali o que ficava bem era uma ponte de ligação a uma via rápida. A resposta dele foi taxativa: se é uma ponte de interesse local, então o município que a faça”.

“E a resposta de Mira Amaral não foi errada”, refletiu o ex-autarca. “Pôs-me foi a pensar em como transformar aquela acessibilidade em interesse nacional, porque a autarquia não tinha capacidade para a construir”, recordou.

Depois de entrar o Governo socialista de António Guterres, Nelson de Carvalho apresentou a sua visão estratégica de ligação do IC9 de Abrantes ao Alto Alentejo ao secretário de Estado Crisóstomo Teixeira, decorria o ano de 1996.

“Levei os planos e os mapas todos e expliquei-lhe o meu ponto de vista relativamente ao interesse estratégico desta ligação para a região mas, acima de tudo, para o país. A partir daí foram meses e anos de muito trabalho, de muitos estudos, e finalmente o traçado da nova ponte foi aprovado em 1999, tendo integrado o Plano Rodoviário Nacional no ano 2000”, recordou, tendo observado que a conclusão do IC9 e a ponte de Tramagal só não avançaram porque se deu a grande crise de 2008”.

“Com a crise houve uma grande retração de investimento, público e privado”, lembrou. “Hoje, se o Governo anuncia o IC9 no plano de investimentos 2030, bato palmas, porque é o traçado que continua a ser muito importante para o desenvolvimento de uma vasta região e do país, ligando o IC9 a A23 e o IC 13”, defendeu.

O Governo enviou ao parlamento o Programa Nacional de Investimentos 2030 (PNI) que conta com 72 projetos num investimento de 21.950 milhões de euros, entre eles a conclusão do IC9, que fará a ligação a partir da zona entre Abrantes e Constância, a Ponte de Sôr, e que inclui a construção de uma nova travessia sobre o rio Tejo, na zona de Tramagal, segundo o que está inscrito em Plano Rodoviário Nacional (PRN).

No âmbito da rodovia, o Programa de Construção de ‘Missing´Links’ assinala 260 milhões de euros de investimento e o plano integra o projeto de ligação do IC9 à A23, entre Abrantes e Ponte de Sôr, e ainda o IC13, que fará a ligação Ponte de Sôr a Alter Chão e Portalegre.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

3 COMENTÁRIOS

  1. Diz-se também na noticia que…“Se o governo incluiu a conclusão do IC9 no âmbito das prioridades de investimento só tenho de aplaudir” e também”a conclusão do IC9 e a ponte de Tramagal só não avançaram porque se deu a grande crise de 2008”. Então sou levado a perguntar quando é que foi inaugurado o troço do IC9 entre Tomar e Abrantes e quantas faixas de rodagem tem a ponte sobre a Barragem do Casstelo do Bode?

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome