Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Segunda-feira, Outubro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Plano de Trabalho de requalificação do Colégio de Fátima aprovado com voto contra do BE

O Plano de Trabalho Definitivo entregue pela sociedade comercial Tecnorém – Engenharia e Construções, S.A., adjudicatária da empreitada de requalificação e ampliação do Colégio de Nossa Senhora de Fátima para a instalação do Centro Escolar de Abrantes foi esta terça-feira 18, de setembro, aprovado por maioria com voto contra do vereador do Bloco de Esquerda. Armindo Silveira apresentou declaração de voto e voltou a referir a falta de atualização da Carta Educativa.

- Publicidade -

A proposta de deliberação partiu do vice-presidente da Câmara Municipal de Abrantes, João Gomes, no sentido de aprovar o Plano de Trabalho Definitivo composto por Plano de Trabalhos, Plano de Equipamentos, Plano de Mão-de-Obra e Plano de Pagamentos, entregue pela sociedade comercial Tecnorém – Engenharia e Construções, S.A., adjudicatária da empreitada de requalificação e ampliação do Colégio de Nossa Senhora de Fátima para a instalação do Centro Escolar de Abrantes. O Plano, aprovado por maioria, contou com o voto contra o vereador eleito pelo Bloco de Esquerda, Armindo Silveira, que apresentou declaração de voto.

O Bloco de Esquerda já havia pedido a suspensão do projeto de requalificação e ampliação do Colégio e, disse Armindo Silveira, continua a “aguardar a atualização da Carta Educativa do concelho de Abrantes, que como consta do projeto educativo de Abrantes deveria estar atualizada em 2015. Estamos a caminhar para o fim do ano de 2018 e não se vislumbra quando a mesma verá a luz do dia”.

- Publicidade -

Durante 76 anos, o Colégio de Fátima esteve ao serviço do ensino particular no concelho de Abrantes e no futuro irá albergar o novo Centro Escolar de Abrantes Foto: mediotejo.net/Arquivo

A intervenção a fazer no edifício do antigo Colégio Nossa Senhora de Fátima pretende adaptar aquele espaço às exigências definidas para albergar um centro escolar, sendo que serão criadas salas de jardim-de-infância, para um máximo de 75 alunos, e 8 salas de aulas para o 1º ciclo, albergando um máximo de 180 alunos. O Centro Escolar de Abrantes terá ainda um refeitório para um máximo de 286 utentes, uma sala polivalente e um centro de recursos.

Numa primeira fase, a entrada dos alunos será feita pela Rua Ator Taborda, mas a ideia é criar um segundo acesso pela rua de Santa Ana para os alunos do 1º Ciclo, o que obriga à requalificação da Rua de Santa Ana, sendo a entrada feita por trás do atual edifício. No futuro, a intenção é ligar a Rua de Santa Ana à Rua 5 de outubro.

A empreitada de requalificação e ampliação do Colégio de Nossa Senhora de Fátima para a instalação do Centro Escolar de Abrantes foi adjudicada por cerca de 2 milhões e 800 mil euros.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome