Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Setembro 21, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes: PCP ouve população para manter Tejo no topo da agenda política (C/VÍDEO)

Manter o Tejo no topo da agenda política e ouvir as pessoas e os problemas do rio para iniciativas de incidência parlamentar para encontrar soluções foram os motivos que levaram o PCP a realizar no sábado, em Rossio ao Sul do Tejo, Abrantes, uma audição pública de cariz popular.

- Publicidade -

A iniciativa, que juntou cerca de meia centena de pessoas, decorreu no Parque Tejo, tendo o deputado comunista António Filipe, eleito pelo círculo de Santarém, referido ao mediotejo.net que o propósito da audição tinha por objetivo “ouvir os interessados e as entidades que têm tido intervenção direta com estas questões do Tejo, para o PCP poder ter um diagnóstico mais preciso, para poder equacionar diversas iniciativas parlamentares sobre a matéria, e para manter o Tejo no topo da agenda política”.

PCP1
O deputado António Filipe (ao centro), no Rossio ao Sul do Tejo. Foto: mediotejo.net

- Publicidade -

“Viemos ouvir as pessoas e fazer um apuramento da situação que se vive no Tejo, pois temos recebido muitas denúncias de poluição, baixos caudais, assoreamentos e outros problemas complexos, relativamente a uma situação que exige acompanhamento e iniciativa parlamentar para encontrar soluções”, disse o deputado comunista.

Na audição pública de hoje marcaram presença cerca de 50 populares, entre eles pescadores, agricultores, empresários e autarcas dos municípios ribeirinhos de Abrantes e Constância, tendo os problemas relatados abarcado situações tão diversas como a qualidade e a quantidade das águas do rio, a gestão dos caudais, a fruição e o lazer, o turismo e a economia, mas também a poluição e a alimentação, tendo um agricultor lembrado não “saber o que se come”, tendo falado do peixe, mas também dos animais que bebem água do Tejo e dos terrenos e produtos hortofrutícolas, regados com a água do mesmo rio.

Na sessão marcou presença o vereador do Ambiente da Câmara de Abrantes, Manuel Valamatos (PS), que pediu a palavra para elogiar a iniciativa do PCP e relatar algumas das preocupações da autarquia relativamente ao rio Tejo.

Abordagens, histórias e relatos que o deputado António Filipe foi registando no seu dossiê, tendo feito notar que “o problema do Tejo é para manter no topo da agenda política porque é um problema nacional que deve merecer a atenção dos órgãos de soberania”.

PCP3
A audição contou com a participação de cerca de 50 habitantes. Foto: mediotejo.net

O deputado elogiou ainda a recente visita de quatro dias que a Comissão Parlamentar do Ambiente (CPA), efetuou aos territórios ribeirinhos, entre os dias 3 e 6 de abril, tendo referido ter sido “uma iniciativa de mérito porque permitiu aos deputados representados na CPA estar no terreno e só assim se consegue ter um melhor conhecimento dos problemas”.

C/LUSA

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome