- Publicidade -

Terça-feira, Janeiro 18, 2022
- Publicidade -

Abrantes | Parque Tejo acolhe mostra macro sobre biodiversidade no concelho

O Parque Tejo – Centro de Acolhimento e Interpretação do Tejo, em Rossio ao Sul do Tejo, tem patente a exposição ‘O Mundo que nos rodeia – Biodiversidade em Abrantes’, englobando uma seleção de macrofotografias de grande formato para apreciar ao ar livre. 

- Publicidade -

A exposição, patente ao público até ao dia 24 de março, é composta por fotografias da autoria da Divisão de Comunicação do Município de Abrantes apresentadas em painéis exteriores e fotos cedidas por Carlos Marchão e João Marques. Estas últimas, patentes no corredor do edifício do Parque Tejo, pretendem mostrar a biodiversidade, paisagens e ecossistemas diferenciados existentes no território.

Em declarações ao mediotejo.net, o presidente da Câmara Municipal de Abrantes falou sobre esta exposição dedicado à biodiversidade no âmbito da dinâmica do Parque Tejo, que no passado funcionou apenas como parque de campismo. Em 2014, em resultado da ampliação e reordenamento do antigo parque de campismo, o Parque Tejo passou a incluir um núcleo de interpretação com equipamentos interativos que pretendem ajudar a conhecer a região e o rio, desde a sua nascente até à foz, e com atividades científicas ligadas à água e ao ambiente.

- Publicidade -

Atualmente “continua a receber campistas e caravanistas mas envoltos em exposições culturais e ambientais”, questões que Manuel Jorge Valamatos considerou “fundamentais” e que estão presentes num espaço instalado à beira-rio, em Rossio ao Sul do Tejo, e que serve ainda de apoio a campismo, desporto e outras atividades lúdicas e de lazer.

ÁUDIO | MANUEL JORGE VALAMATOS, PRESIDENTE CM ABRANTES:

- Publicidade -

Na cerimónia de inauguração da nova exposição, os alunos do Curso de Artes do Espetáculo da Escola Dr. Manuel Fernandes declamaram dois poemas de António Gedeão.

O Parque Tejo – Centro de Acolhimento e Interpretação do Tejo, tem capacidade para cerca de 300 utentes, e foi inaugurado a 14 de junho de 2014, após um investimento na ordem de um milhão de euros.

A obra resulta na ampliação e reordenamento dos equipamentos existentes no antigo Parque de Campismo nas margens ribeirinhas, em Rossio ao sul do Tejo, conferindo-lhe uma nova vocação de apoio a todas as atividades estruturadas em torno do rio Tejo, como o campismo, o desporto, os tempos livres, a cultura, o lazer, o conhecimento científico e o contacto com a natureza.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome