PUB

Abrantes | Parque radical vai abandonar Castelo em novo projeto

Foi confirmado na reunião de câmara, na manhã desta terça-feira, que o parque radical vai ser deslocalizado para outro local do centro histórico da cidade.  A mudança parte do projeto apresentado por Laura Cebrián, vencedor do Concurso de Ideias para o Castelo, promovido pela autarquia em ano de centenário, que visa requalificar a envolvente deste que é “o postal de Abrantes”. Maria do Céu Albuquerque frisou que “não se vai acabar com o parque radical”, pretendendo-se “instalar um equipamento como este, dentro do centro histórico, que qualifique o espaço público, que dignifique também a utilização desse mesmo espaço”, disse.

PUB

O tema surgiu após intervenção da vereadora do PSD, Elza Vitório, ter questionado durante a reunião de câmara, sobre se o projeto da arquiteta Laura Cebrían, membro do Colégio Oficial de Arquitetos de Madrid contemplaria a eliminação do parque radical da sua atual localização, junto ao Castelo de Abrantes.

O tema surgiu após intervenção da vereadora do PSD, Elza Vitório, que tinha dúvida sobre se se mantinha o equipamento na envolvente do Castelo no projeto vencedor do Concurso de Ideias. Foto: mediotejo.net

PUB

Segundo a autarca a grande maioria das propostas apresentadas no Concurso de Ideias para o Castelo retira daquele espaço aquele equipamento.

“Toda a gente tem consciência, por muito que seja utilizado pela nossa comunidade, não é o espaço adequado para o fazer, e para ter um equipamento daquela natureza”, frisou a presidente da CM Abrantes referindo-se ao parque radical.

“A partir deste projeto ganhador havemos de encontrar forma de encontrar um espaço público onde possamos instalar um equipamento como este, dentro do centro histórico, que qualifique o espaço público, que dignifique também a utilização desse espaço, mas que ao mesmo tempo retire daquele que é o postal e o ex-libris da nossa cidade: o Castelo, as suas muralhas e a sua envolvente”, explicou.

À comunicação social Maria do Céu Albuquerque disse que a ideia tem sido recebida com agrado por parte da comunidade, com “feedback muito positivo”.

“Foram vários os ecos que nos fizeram chegar, de pessoas satisfeitas com isso mesmo. Embora seja um equipamento muito utilizado, pelas crianças e pelos jovens, não é um bom cartão de visita. Temos que arranjar uma alternativa para o manter dentro da cidade, de forma efetiva, mas aquele é um espaço muito nobre, e que tem que ter outra funções”, argumentou.

Um dos projetos prevê a transformação do espaço do atual parque radical num praça polivalente. O equipamento foi inaugurado em junho de 1999 e devido aos grandes índices de utilização, foi alvo de uma intervenção de requalificação. Foto: mediotejo.net

Um dos projetos é transformar o espaço do atual parque radical numa praça polivalente, sendo que outro dos projetos prevê a ligação a partir de uma escadaria para o interior do castelo, para melhorar as conexões internas entre as diferentes partes do conjunto histórico.

Maria do Céu Albuquerque ressalva que o projeto vencedor “é assumido como masterplan“, isto é, “não prevê intervenção propriamente, mas prevê um conjunto de valências a introduzir nesses espaços, que depois dão aos arquitetos, aos paisagistas a oportunidade de poderem vir a trabalhar per si cada uma das componentes sobre um ‘chapéu’ comum que é este masterplan“.

Questionada sobre possível resistência por esta mudança, nomeadamente da parte da população jovem que frequenta o atual espaço, a autarca acredita que não se irá verificar. “Importa frisar todas as vezes que forem necessárias: não vamos terminar com o parque radical, vamos é encontrar um sítio que também qualifique aquele equipamento”.

O atual parque radical foi inaugurado em junho de 1999 e devido aos grandes índices de utilização, foi alvo de uma intervenção de requalificação, nomeadamente ao nível do piso e foi reequipado com 10 novas rampas, que substituíram as antigas e duas plataformas para patins. A nova intervenção foi projetada pela ‘Academia de Patins’ por forma a dar melhores condições para a prática das modalidades de patins em linha e skate, lê-se no site da autarquia.

PUB
PUB
Joana Rita Santos
Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).