Abrantes | Começaram as obras de requalificação do Largo 1º de maio

O Largo 1º de maio, em Abrantes, vai ter uma praça de táxis coberta, um espaço de restauração e uma cafetaria Foto: mediotejo.net/Arquivo

Teve início esta segunda-feira, dia 05 de março, a empreitada de requalificação do Largo 1º de Maio, no coração da cidade de Abrantes, com a montagem do estaleiro e a colocação de sinalização.

PUB

A obra decorrerá num prazo previsto de 240 dias, avança a Câmara Municipal em nota de imprensa, tendo feito notar que, “sendo um local central de estacionamento diário, a intervenção trará naturais incómodos”.

Tendo em conta que estão a desenrolar-se outras obras no Centro Histórico (CH), no âmbito da estratégia de regeneração urbana e de valorização desta área estratégica da cidade, a Câmara Municipal de Abrantes (CMA) implementou um conjunto de medidas em matéria de reordenamento do estacionamento, no sentido de minimizar os constrangimentos.

PUB
Edifício onde funcionou o Posto de Turismo vai ser requalificado e ampliado para dar lugar a um espaço de restauração Foto: CMAbrantes

Assim, informa a autarquia, será suspenso, temporária e parcialmente, o regulamento do estacionamento de veículos no CH:

“Serão suspensos os lugares de estacionamento destinados a residentes, comerciantes e prestadores de serviços, ficando os mesmos disponíveis para estacionamento gratuito de longa duração. Estamos a falar, neste caso especifico, de 149 lugares disponíveis em várias artérias do casco da cidade;

PUB

A obra a realizar no Largo 1º de Maio obrigará à suspensão de lugares de estacionamento, mas que irão sendo libertados à medida que a obra for avançando.

A 1ª fase da obra decorrerá na área do lado direito, de quem entra de norte para sul, através da Avenida 25 de Abril, ficando a restante área, na via junto ao Welcome Center, disponível para estacionamento e circulação de viaturas;

A paragem de autocarros, sentido norte/sul, será deslocalizada para a parte lateral do edifício do Tribunal, sendo que a outra paragem se manterá inalterável;

O nº de lugares alocados aos táxis no Largo 1º de Maio vai manter-se, embora com ordenamento diferente;

Mantêm-se disponíveis no CH os 123 lugares tarifados (40 cêntimos por cada 60 minutos);

A bolsa de estacionamento do Hospital vai ter placas indicativas sobre o acesso pedonal ao Largo 1º de Maio;

Os parques de estacionamento livres alternativos, devidamente assinalados, são os seguintes: Quinchosos; Castelo; Alto de Santo António; Hospital; Parque de S. Domingos (excluindo o 1º patamar);

Pese embora os constrangimentos causados pelas obras que se encontram a decorrer no CH, com a introdução destas medidas, passarão a ficar disponíveis 980 lugares de acesso gratuito e de longa duração (ver mapa).

A CMA lamenta os inconvenientes decorrentes destas intervenções e apela à compreensão de todos os agentes, comerciantes, serviços e cidadãos”.

A autarquia observa ainda que esta empreitada de requalificação do Largo 1º de Maio pretende “devolver este espaço central de boas vindas ao coração da cidade. Manterá a função de circulação automóvel e de estacionamento. Serão eliminados os elementos construídos em desníveis na zona central do espaço. O antigo edifício do posto de turismo será transformado em equipamento de restauração. Será formalizada uma praça de táxis coberta”.

 

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here