- Publicidade -

Domingo, Dezembro 5, 2021
- Publicidade -

Abrantes | O Creative Camp acabou, ficou o “Growroom”

Os participantes do Creative Camp, organizado pelo Canal 180, despediram-se de Abrantes. Ficaram as memórias dos diversos momentos que marcaram os dias 1 a 8 de julho, distribuídos pelos programas “Academia”, “Fábrica” e “Festival”, e não só. Ficou também o “Growroom”, um projeto ligado à sustentabilidade que veio de fora e se instalou no interior da cidade.

- Publicidade -

O projeto, que começou a ser construído no arranque da edição deste ano do Creative Camp, surgiu no âmbito do programa “Fábrica”, que envolve intervenções em meio urbano, e a estrutura criadas pelo atelier de arquitetura dinamarquês “Husum & Lindholm”, de Sine Lindholm e Mads-Ulrik Husum, em conjunto com o SPACE10 – laboratório de pesquisa e espaço expositivo criado pelo IKEA em Copenhaga (Dinamarca) – faz agora parte da paisagem da cidade.

Montagem do “Growroom” durante o Creative Camp. Foto: Canal 180

- Publicidade -

Nestas esferas ligadas ao conceito de cultivo urbano, tal como o nome indica, cresce-se. Crescem as plantas e os produtos cultivados na estrutura e poderá crescer mentalmente quem lá dentro se senta para relaxar. No espaço que ficou na cidade será preciso ceder a vez, pois o “Growroom” é público. No entanto, não se preocupe: é possível ter uma horta ou jardim privativo exatamente igual.

A dupla de arquitetos e o laboratório de investigação responsáveis pelo projeto que conquistou o prémio Arquitetura Urbana na Chart Art Fair, em Copenhaga, decidiram que qualquer um pode ser agricultor ou jardineiro urbano. Por isso, se quiser montar o seu “Growroom”, basta fazer download do manual disponibilizado online, meter mãos à obra e, no fim, descansar lá dentro.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome