Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Novembro 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Nuno Santos e um violino no “improvável” Aquapolis

Integrada no projeto “Um violino nos locais mais improváveis”, o violinista Nuno Santos partiu na manhã desta sexta-feira, 29 de maio, do Aquapolis, margem Sul, em Rossio ao Sul do Tejo (Abrantes) rumo a Évora na 10ª etapa desta sua iniciativa.

- Publicidade -

Sem agenda de espetáculos, por causa da pandemia de covid-19, Nuno Santos idealizou este projeto de exploração de alguns caminhos de Portugal, percorrendo-os de bicicleta e fazendo paragens em locais “improváveis”, fazendo dos mesmos palco para interpretar músicas do álbum ‘Fado Improvável’ que lançou a 07 de março.

O violinista foi recebido pelo vereador da Câmara Municipal, Luís Dias, que o congratulou “pela iniciativa inédita” e por ter incluído Abrantes na rota deste desafio. Presente esteve também o presidente da União de Freguesias de São Miguel do Rio Torto e Rossio ao Sul do Tejo, Luís Alves.

- Publicidade -

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome