Abrantes | Nuno Santos e um violino no “improvável” Aquapolis

Projeto "Um violino nos locais mais improváveis", do violinista Nuno Santos, em Abrantes. Créditos: CMA

Integrada no projeto “Um violino nos locais mais improváveis”, o violinista Nuno Santos partiu na manhã desta sexta-feira, 29 de maio, do Aquapolis, margem Sul, em Rossio ao Sul do Tejo (Abrantes) rumo a Évora na 10ª etapa desta sua iniciativa.

PUB

PUB

Sem agenda de espetáculos, por causa da pandemia de covid-19, Nuno Santos idealizou este projeto de exploração de alguns caminhos de Portugal, percorrendo-os de bicicleta e fazendo paragens em locais “improváveis”, fazendo dos mesmos palco para interpretar músicas do álbum ‘Fado Improvável’ que lançou a 07 de março.

O violinista foi recebido pelo vereador da Câmara Municipal, Luís Dias, que o congratulou “pela iniciativa inédita” e por ter incluído Abrantes na rota deste desafio. Presente esteve também o presidente da União de Freguesias de São Miguel do Rio Torto e Rossio ao Sul do Tejo, Luís Alves.

PUB
PUB
APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser), através do IBAN PT50001800034049703402024 (conta da Médio Tejo Edições) ou usar o MB Way, com o telefone 962 393 324.

PUB
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here