Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Segunda-feira, Outubro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Novo ano letivo começa dia 17, novo centro escolar já entrou em obra

Está tudo a postos para o arranque do novo ano letivo no concelho de Abrantes, com as aulas a principiarem na segunda-feira, dia 17, com a apresentação dos professores e o contacto dos alunos com os estabelecimentos de ensino para mais um ano escolar. Num ano em que encerra a Escola Básica de Carvalhal, no norte do concelho, arrancaram as obras de construção do novo centro escolar da cidade, no antigo Colégio de Fátima, e foi avançado que está para breve o concurso público para instalar a ESTA no Parque Tecnológico do Vale do Tejo, a par de intervenções em Alvega e Mouriscas, entre outras novidades relativamente a cursos profissionais.

- Publicidade -

“É com gosto que vamos dar as boas-vindas a mais um ano letivo”, começou por referir a presidente da autarquia, Maria do Céu Albuquerque, questionada pelos jornalistas no final da reunião de executivo de terça-feira sobre o novo ano letivo. “Dizer que não só o Colégio de Fátima está em obras, como também estamos a fazer uma obra de reabilitação na Escola das Mouriscas e em Alvega”, observou.

”Não é uma obra de fundo como é o colégio de Fátima e, portanto, estamos a criar condições para continuarmos a valorizar o património municipal para promovermos as melhores condições para a nossa comunidade educativa. Está tudo a postos para avançar, ao nível dos transportes. Das atividades de enriquecimento curricular, de apoio à família, refeições, auxílios económicos, ainda hoje a Câmara aprovou isso mesmo, mas também importa valorizar que a nossa perspetiva não é exclusivamente no domínio do primeiro ciclo e do pré-escolar, porque nós queremos acompanhar todas as fases deste processo formativo das nossas crianças e dos nossos jovens, incluindo o ensino superior”, frisou.

- Publicidade -

“Registamos com grande agrado que 60% das vagas da ESTA [Escola Superior de Tecnologia de Abrantes] ficaram preenchidas na primeira fase e que nos importa valorizar isso mesmo e dizer que estamos nesta fase também já à espera que nos entreguem, finalmente, os elementos em falta para lançar o concurso público para instalar a ESTA no Parque Tecnológico do Vale do Tejo, portanto, em breve, teremos notícias sobre isto”, avançou Maria do Céu Albuquerque.

Num panorama mais global, em Abrantes já não abre este ano a Escola Básica de Carvalhal. A medida, tida por inevitável, significa o fecho da última escola onde ainda se viam crianças no ensino primário nas freguesias mais a norte do concelho, caso de Carvalhal, Fontes, Souto e Aldeia do Mato. Na base da decisão esteve a transferência dos alunos do 1º ciclo do ensino básico da referida escola, restando somente um aluno do 2º ano para a frequentar, que terá assim transporte assegurado para a estabelecimento de ensino de acolhimento: a E.B. Maria Lucília Moita, em Abrantes.

Na Escola Básica de Carvalhal, o ensino pré-escolar continua a funcionar com onze alunos, situação que alimentou algumas “expectativas” no executivo camarário, disse a vereadora com o pelouro da Educação, Celeste Simão, admitindo esperar que “o pré-escolar alimentasse o 1º Ciclo. Só que isso não aconteceu”, lamentou.

Também o Jardim da Infância e o 1º Ciclo da Escola de Concavada, igualmente no concelho de Abrantes, já não abrem este ano letivo, decisão tomada no âmbito do Reordenamento e do Reajustamento da Rede Escolar da Educação Pré-Escolar e das Escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico para o ano letivo 2018/2019.

Entretanto, a Escola Primária de Mouriscas está ser intervencionada, com obras de renovação, nomeadamente com a retirada da velha cobertura, agora substituída, deixando assim de existir amianto naquele estabelecimento escolar do concelho de Abrantes. A Escola Básica de Alvega aguarda por uma intervenção no telhado.

A requalificação da escola de Mouriscas, pertencente ao Agrupamento de Escolas nº1 de Abrantes, está inscrita no plano plurianual de prioridades para 2018 da Câmara Municipal de Abrantes.

Nas restantes escolas do concelho, Celeste Simão garante decorrer “tudo dentro da normalidade” na preparação de mais um ano letivo que não tarda a iniciar.

Quanto à oferta formativa para as escolas dos dois agrupamentos do concelho para o ano letivo 2018/2019, alguns cursos novos como Técnico de Apoio à Infância ou Técnico de Soldadura ou ainda Técnico de Manutenção Industrial de Metalurgia e Metalomecânica. Em declarações ao mediotejo.net a vereadora Celeste Simão explicou que os objetivos dos novos cursos profissionais passam também por tentar fixar os jovens na região.

Numa articulação, cooperação e complementaridade com as entidades educativas, foi possível para o ano letivo de 2018/2019, para alem de manter a oferta existente numa perspetiva de continuidade, dar inicio a novos cursos como o de Técnico de Apoio à Infância e Técnico de Comércio, a lecionar na Escola Secundária Dr. Solano de Abreu ou Técnico de Juventude na Escola Sec. c/ 2 e 3 CEB Dr. Manuel Fernandes, ou ainda para Técnico de Soldadura e Técnico de Manutenção Industrial de Metalurgia e Metalomecânica na Escola EB 2,3/S Octávio Duarte Ferreira.

As apostas formativas dos Agrupamentos de Escolas do concelho de Abrantes “vão no sentido de dar continuidade ao trabalho feito durante o passado ano letivo e ao mesmo tempo, de acordo com as expectativas dos alunos, propor cursos que fazem parte da lista da Agência Nacional para a Qualificação, tendo em conta as necessidades do mercado de trabalho” explicou ao mediotejo.net a vereadora com o pelouro da Educação, Celeste Simão.

Assim a Escola Secundária Dr. Solano de Abreu oferece os cursos de Técnico de Apoio à Infância, Técnico de Comércio e Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. A Escola Secundária Dr. Manuel Fernandes oferece o curso de Artes do Espetáculo – Interpretação e o curso de Técnico de Soldadura.

A Escola Secundária Octávio Duarte Ferreira disponibiliza o curso de Técnico de Soldadura e Técnico de Manutenção Industrial de Metalurgia e Metalomecânica. Por fim, a Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Abrantes apresenta cursos de Técnico de Agropecuária, Técnico de Gestão Equina, Técnico de Turismo Ambiental e Rural e Técnico de Cozinha/Pastelaria.

C/ Paula Mourato

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome