Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Segunda-feira, Outubro 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Município serve 280 refeições/dia e entrega material informático a mais de 500 alunos (c/ÁUDIO)

A vereadora da Câmara de Abrantes, Celeste Simão, disse ao mediotejo.net que o processo de empréstimo de mais de 500 computadores portáteis e acessos à internet está a decorrer em todo o concelho, tendo sido concluída na sexta-feira a entrega de material informático aos alunos do 1º, 2º e 3º ciclos do ensino básico no sentido de ser ministrado o ensino à distância a partir de segunda-feira, dia 8 de fevereiro. Os equipamentos vão continuar a ser distribuídos este fim de semana por equipas dos serviços municipais.

- Publicidade -

A Câmara Municipal de Abrantes vai disponibilizar 515 computadores e ligação à Internet para que alunos do concelho, sem acesso a essas ferramentas, possam acompanhar o ensino à distância imposto pela pandemia da covid-19. Com o confinamento, a autarquia está a confecionar e a entregar 280 refeições diárias a estudantes. Na sexta-feira, dia 5 de fevereiro, os serviços da autarquia concluíram a entrega de computadores aos alunos dos 1º, 2º e 3º ciclos do ensino básico, com ação social escolar, que não têm condições financeiras para adquirir os equipamentos, num total de 458 computadores.

Celeste Simão, vereadora com o pelouro da Educação na Câmara Municipal de Abrantes, garante que “está tudo a postos” para o recomeçar das aulas no formato de ensino à distância na próxima segunda-feira, embora admita que não esteja tudo a 100% já no primeiro dia da semana.

- Publicidade -

ÁUDIO: CELESTE SIMÃO, VEREADORA CM ABRANTES:

“Temos feito um trabalho de articulação com os senhores diretores dos Agrupamentos de Escolas, o melhor possível e dentro das possibilidades”, disse, admitindo que “neste momento não conseguimos ter tudo preparado e a funcionar a 100% na próxima segunda-feira”, dia 8 de fevereiro, aquando do fim da suspensão das atividades letivas.

No entanto, assegura estarem “muito preparados para reagir a cada situação que vai sendo alterada no dia a dia”. Celeste Simão nota que o trabalho da Câmara passa por entregar computadores e refeições aos alunos com escalão A e B, desde que estes últimos tenham solicitado o almoço.

Celeste Simão, vereadora com o pelouro Educação e Ação Social na CM Abrantes. Foto: mediotejo.net

Relativamente ao confinamento em 2020, Celeste Simão fala num avultado investimento em computadores que a Câmara entregou às escolas “455 computadores, desta vez vamos mais além”.

No caso do ensino secundário, os alunos do Agrupamento de Escola Dr. Solano de Abreu já receberam computadores do Ministério da Educação e aos alunos do secundário do Agrupamento de Escola Dr. Manuel Fernandes a autarquia entregou 17 computadores.

No total, para já, a autarquia de Abrantes disponibilizou 475 computadores aos alunos dos 1º, 2º e 3º ciclos do ensino básico e do ensino secundário, prevendo-se a entrega de mais 4 dezenas de equipamentos a alunos do Concelho.

Explica que a organização passa por “reunir todos os computadores para fazer sair das escolas onde estão. Os computadores destinados aos alunos do primeiro ciclo já foram todos entregues. Hoje estamos a entregar aos alunos do segundo e do terceiro ciclo àqueles que têm escalão atribuído pela Segurança Social – A e B – porque foi esta a prioridade que o Governo decretou”. Seguidamente serão entregues computadores a alunos que não têm escalão mas que necessitam dessa ferramenta para a escola online.

Celeste Simão acrescenta que “os equipamentos estão a ser entregues diretamente aos alunos pelos serviços da Câmara” em todo o concelho, mas refere que na próxima segunda-feira nem todos os alunos terão um computador para trabalhar não sendo “a única ferramenta”, nota.

No entanto, a vereadora espera que em meados da próxima semana todos os alunos do concelho que necessitem tenham esse equipamento. “As pessoas estão na estrada empenhadas para que tudo aconteça da melhor forma”, mas, havendo dúvidas ou falhas em relação ao processo de distribuição, Celeste Simão aconselha que os encarregados de educação contactem o respetivo agrupamento de escolas.

Na próxima semana, a Câmara Municipal de Abrantes vai então garantir o acesso à internet aos alunos que foram indicados pelos agrupamentos de escolas. Salienta-se que este foi um trabalho conjunto entre o Município e os agrupamentos na sequência do levantamento das necessidades dos alunos junto das famílias.

Os computadores são cedidos às famílias, a título de empréstimo, à semelhança do que já aconteceu no confinamento ocorrido em 2020. Qualquer situação de carência de equipamento que ainda seja reportada merecerá a atenção da autarquia, assegurou Celeste Simão.

De acordo com o presidente da Câmara, Manuel Jorge Valamatos, o município reforçou junto das empresas de comunicações o pedido de aumento de rede em algumas zonas do concelho onde a internet é mais fraca.

A vereadora Celeste Simão falou ainda das refeições escolares, medida que se encontra em execução estando a ser servidas cerca de 280 refeições diárias a todos os alunos de todos os níveis do ensino público, beneficiários do apoio social escolar, sendo as mesmas confecionadas na Escola EB/JI Maria Lucília Moita.

As refeições sociais estão a ser entregues aos encarregados de educação, em vários pontos de recolha (nas escolas definidas para esta entrega: EB Rio de Moinhos, EB Pego, EB Rossio ao Sul do Tejo, EB S. Miguel do Rio Torto, EB Bemposta, Escola Octávio Duarte Ferreira – Tramagal, EB Alvega e EB Mouriscas). As refeições cujos encarregados de educação não podem receber nos pontos de recolha, estão a ser entregues nas suas residências pela Autarquia, em colaboração com as Juntas de Freguesia.

“Disponibilizamos 280 refeições por dia aos alunos que têm escalão A e B, informação que recebemos do Ministério da Educação pedindo que continuássemos a servir essas refeições”, afirmou.

Assim, “os alunos que moram na proximidade da escola que frequentavam vão levantar as refeições à escola ou até podem levantá-las noutra escola se for mais próximo. Mas também dispusemos a distribuição ao domicilio para os alunos que moram longe da escola ou numa posição intermédia para evitar que ande muita gente na rua. Optamos por distribuir ao domicilio, ao maior número possível de alunos”, conclui Celeste Simão.

A Câmara informa ainda que as Escolas Básicas António Torrado e Maria Lucília Moita, em Abrantes, continuam a funcionar como Escolas de Acolhimento dos filhos ou outros dependentes com idade igual ou inferior a 12 anos, a cargo dos profissionais mobilizados para o desempenho de funções essenciais de proteção/apoio no âmbito da covid-19.

Para o presidente Manuel Jorge Valamatos “esta medida da autarquia de apoio à educação tem por objetivo fomentar a igualdade nas condições de acesso ao processo de ensino-aprendizagem dos alunos do nosso Concelho”.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome