Abrantes | Município pede clarificação por apoios diferenciados no Grande Prémio da EN-2

Grande Prémio de Portugal Nacional 2 em Abrantes

A presidente da Câmara Municipal de Abrantes deu conta esta terça-feira, 2 de outubro, em reunião de executivo, de um encontro nesse mesmo dia para discutir o Grande Prémio de Portugal Nacional 2, prova de ciclismo realizada na Estrada Nacional 2, entre 18 e 22 de julho, no sentido de “salvaguardar os interesses do município”. O vereador Luís Dias, com o pelouro do Desporto, igualmente presente na reunião, garantiu ao mediotejo.net que “nada correu mal” mas os apoios financeiros inicialmente previstos para todos os municípios “não foram cumpridos”. Contrariamente a Abrantes, que apoiou com 12 mil euros, alguns municípios apoiaram a prova com um valor financeiro inferior, contrariando o compromisso assumido com a Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2, defendeu o vereador.

PUB

“Não correu nada mal!”, disse Luís Dias em relação à prova. Em cima da mesa da reunião da Assembleia Geral da Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2, esta terça-feira em Coruche, esteve “a necessária discussão sobre a avaliação da própria prova” explicou o vereador, dando conta que a Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2 “tem um plano de atividades” onde se inclui também o Grande Prémio de Portugal Nacional 2.

Para além do impacto mediático que a prova pretendia ter, um dos pontos debatidos esta terça-feira em foi o apoio financeiro. “Inicialmente estava acordado um apoio equitativo por todos os 35 município que constituem a Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2 e “comprovamos que não foi assim”, explicou.

PUB

E a Assembleia Geral da Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2 acabou por resultar numa “ampla” discussão, concluindo-se que 2018 “foi uma exceção. Vamos continuar a trabalhar em conjunto, serão definidos critérios específicos” para as próximas competições, espelhados “nos exercícios orçamentais seguintes” que terão em conta os municípios que “não cumpriram o apoio financeiro inicialmente previsto”, disse ao mediotejo.net o vereador Luís Dias, acrescentando que na Assembleia Geral de novembro os critérios para 2019 “ficarão devidamente definidos. Os municípios que não concordarem estarão fora da Associação”.

Abrantes apoiou a prova “com a verba inicialmente aprovada de 12 mil euros” sendo que a Câmara percebeu “que nem todos os municípios entraram com a mesma verba” querendo por isso “clarificar a questão”. Já o concelho vizinho de Sardoal, por exemplo, contribuiu com o montante de três mil euros.

PUB

Recorde-se que o Grande Prémio de Portugal Nacional 2 é um acontecimento desportivo de dimensão internacional que percorre a maior estrada da Europa e a terceira maior do mundo. Contou com cobertura da TVI e TVI24, com total apoio e envolvimento da Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2 e com organização da GlobalSport.

Reunião de Câmara de Abrantes

O percurso debatido com a direção técnica da prova, para Abrantes, ficou acordado que “desviaria junto à Rotunda do Olival e pelo Centro Histórico da cidade e isso aconteceu” observou o vereador, considerando que “correu menos bem o impacto mediático que deveria ocorrer na televisão (TVI com exclusividade do Grande Prémio) a passagem por Abrantes, a partir do momento que chega às 13h00 começa a edição do Jornal da Tarde, todo o percurso que vai desde o município de Vila de Rei até quase à chegada a Montargil (Ponte de Sor) é completamente apagado dos diretos da televisão em função das prioridades editoriais da TVI e isso defraudou as nossas expetativas em relação aos diretos que iriam ser feitos no nosso território”, notou.

Lembrando que o projeto da EN 2 “foi reconhecido como projeto de interesse nacional” a câmara de Abrantes insistiu na clarificação relativamente “ao grau de participação de cada um, porque sabemos que nem todos os municípios têm o mesmo número de quilómetros mas isto não é um condomínio e o que ficou acordado não foi uma permilagem mas um acordo equitativo, solidário e subsidiário entre todos”.

Acabou aprovada a candidatura ao Valorizar, no valor de 400 mil euros, tornando o projeto aprovado pelo Governo de Portugal no âmbito do Turismo de Portugal, com assinatura agendada para a próxima semana em Santa Marta de Penaguião, município que neste momento preside à direção da Associação.

Tratando-se de uma candidatura plurianual, o programa irá até 2021. “Há intenção de acontecer a prova no próximo ano, para além disso decorrem uma série de atividades ao redor da EN 2 que vão no sentido da promoção turística e da valorização que a EN 2 pode oferecer, na lógica do reconhecimento do País e da terceira maior estrada do mundo e também ao nível da sinalética, da interpretação e da valorização de outros recursos designadamente a hotelaria, restauração e eventos”.

O objetivo é tornar “esta marca Nacional 2 reconhecida por todos a nível nacional e internacional”, frisou.

Grande Prémio de Portugal Nacional 2 em Abrantes

O evento conta ainda um projeto complementar de educação social, uma Academia da Bicicleta, que pretende ir junto dos alunos dos vários estabelecimentos escolares dos municípios situados na rota da EN 2, além de um outro programa que pretende dinamizar e dar a conhecer todo o património do território a par da transmissão e acompanhamento da corrida.

A mítica Estrada Nacional 2, uma das três maiores estradas do mundo e a maior da Europa, atravessa 36 municípios de 11 distritos, de Norte a Sul de Portugal. Resume-se a cerca de 738,5 quilómetros de extensão, ligando os municípios de Chaves e Faro.

A primeira edição da prova contou com Cândido Barbosa como diretor desportivo de uma prova com equipas nacionais e internacionais. Este que é um projeto da responsabilidade da empresa Global Sport, tendo como parceiros a Associação de Municípios da Rota da EN 2, a Federação Portuguesa de Ciclismo, bem como a TVI e TVI24, responsáveis pela transmissão televisiva do evento.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here