Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Outubro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Município avança com revisão da delimitação da ARU do centro histórico

O Município de Abrantes vai avançar com a revisão da delimitação da Área de Reabilitação Urbana (ARU) do centro histórico da cidade e com a revisão do Programa Estratégico de Reabilitação Urbana (PERU) nos termos da proposta aprovada pelo executivo camarário a 22 de dezembro. O processo esteve em discussão pública e segundo a Câmara Municipal “não foram recebidas quaisquer reclamações ou sugestões”.

- Publicidade -

“Aquilo que fizemos foi reintroduzir mais zonas dentro desta Área de Reabilitação Urbana, por exemplo uma parte da Av. 25 de Abril estava fora, um conjunto de outras ruas e lugares que era importante trazer para dentro da ARU” no sentido de “orientar e movimentar a regeneração urbana e consequentemente o PERU, alterar um bocadinho este programa estratégico em função disso mesmo”, afirmou o presidente da Câmara Municipal.

Manuel Jorge Valamatos (PS) acrescentou que na ARU a reabilitação “será pelos privados, com os incentivos financeiros e fiscais para este propósito, e o PERU tem a ver com a intervenção mais pública na organização estratégica”.

- Publicidade -

A proposta que visa uma “Operação de Reabilitação Urbana Sistemática” foi aprovada por unanimidade no dia 22 de dezembro, em reunião de executivo, e posteriormente em sede de Assembleia Municipal.

“Queremos ter uma sessão de esclarecimento e informação pública para apresentar publicamente quais as nossas grandes intenções”, disse Manuel Jorge Valamatos.

Da mesma forma foi aprovada a delimitação da ARU e o PERU de Alferrarede bem como a delimitação da ARU e o PERU do Rossio ao Sul do Tejo.

“Está para muito breve” a regeneração urbana em Alferrarede e Rossio ao Sul do Tejo. A autarquia de Abrantes pretende revitalizar estas áreas no intuito de estimular a instalação de dinâmicas empresariais e comerciais. O Município sublinha a “forte possibilidade” que a regeneração trará ao investimento privado, nomeadamente em poder devolver à comunidade edifícios como o cinema de Alferrarede.

“Há muitos anos que nós desejamos implementar a ARU para Alferrarede e para o Rossio, é essa a nossa intenção”, disse o presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, em declarações ao mediotejo.net.

O PERU de Alferrarede foi apresentado e aprovado em dezembro de 2018 estando avaliado em mais de 8 milhões de euros. Enquanto que o programa de investimento municipal para a ARU do Rossio, apresentado na mesma data, prevê vários investimentos públicos no valor de três milhões e 835 mil euros.

Foi ainda aprovado o Regulamento Municipal de Incentivos à Reabilitação Urbana do Município de Abrantes.

Segundo o presidente “este Regulamento é importantíssimo para dar eficácia àquilo que é a ARU e de certa maneira do PERU […] podendo ser mais incentivador do investimento privado atendendo aos níveis de conservação do edificado e aqui basta subir um nível para que as pessoas ver as suas candidaturas aprovadas em termos de benefícios fiscais”.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome