Abrantes: “Mudar é preciso” alerta para correta utilização dos contentores do lixo

“Feche a tampa” ou “Feche o saco” são algumas das mensagens que vão passar a integrar os cerca de 2 mil contentores do concelho que Abrantes no âmbito da campanha de sensibilização ambiental “Mudar é preciso” que foi apresentada esta sexta-feira, dia 3 de junho, nas instalações dos Serviços Municipalizados de Abrantes (SMA).

PUB

Os Serviços Municipalizados de Abrantes (SMA) lançaram esta sexta-feira, dia 3 de junho, a campanha de sensibilização “Mudar é preciso” que tem como objetivo alertar os cidadãos para a necessidade de uma correta utilização dos contentores do lixo, para além de dar a conhecer a existência de serviços de recolha gratuitos dos chamados “monos”, bem como de resíduos verdes e resíduos de construção e demolição.

A sessão de lançamento da campanha contou com a presença da presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque, do presidente do Conselho de Administração dos SMA, Manuel Valamatos, bem como de presidentes de junta de freguesia do concelho.

PUB

Na ocasião, Manuel Valamatos começou por salientar que, com esta campanha de sensibilização ambiental, “pretendemos servir melhor a nossa comunidade e também poupar dinheiro porque registamos quase todos os dias situações negligentes de algumas pessoas que continuam a utilizar mal os contentores do lixo, criando prejuízos imensos, desde a danificação dos carros do lixo aos próprios contentores”, dando exemplo de que na altura do frio, muitas são as pessoas que depositam os restos das braseiras para os caixotes do lixo “e todos os anos temos imensos contentores ardidos por via desta situação”.

Camiões e contentores do lixo envergam a campanha "Mudar é preciso" (Foto: Dial Reset)
Camiões e contentores do lixo envergam a campanha “Mudar é preciso” (Foto: Dial Reset)

A recolha de monos, um serviço que há muito os Serviços Municipalizados têm ao dispor da comunidade, está também integrado nesta campanha onde é dado a conhecer o número gratuito (800 241 360) para onde os cidadãos poderão ligar e assim contribuir “para que pessoas não continuem a depositar junto aos contentores do lixo as velharias”, referiu Manuel Valamatos. Este número gratuito serve, não só para a recolha de monos, mas também para a recolha de resíduos verdes e resíduos de construção e demolição.

PUB

Gestos simples como fechar o lixo num saco e fechar a tampa do contentor do lixo é o que esta campanha pede aos abrantinos que façam “para que possamos melhorar as questões da saúde pública e por outro lado conseguir minimizar os custos desta ação”, sublinhou o presidente do Conselho de Administração dos SMA.

“O que queremos é que esta campanha resulte e as pessoas possam melhorar a utilização dos contentores, minimizando os custos que hoje temos desnecessariamente”, reforçou Manuel Valamatos.

Andreia Almeida, da Dial Reset, empresa responsável pelo desenvolvimento e implementação da campanha de sensibilização, explicou que “esta é uma campanha de sensibilização ambiental cujo principal objetivo é sensibilizar a população abrantina para uma correta utilização dos caixotes do lixo”, sendo que nos caixotes do lixo vão estar três mensagens simples: “Feche o saco”, “Feche a tampa” e o número gratuito de recolha de monos e verdes (800 241 360) e o camião do lixo que diz “Obrigada por dar o exemplo”.

Durante a sessão de lançamento, foi mostrado o spot publicitário para televisão e redes sociais que está disponível em https://www.youtube.com/watch?v=yVEVRPn4tM0&feature=youtu.be

Andreia Almeida, da Dial Reset, explicou os suportes de comunicação a utilizar no âmbito desta campanha de sensibilização (Foto: mediotejo.net)
Andreia Almeida, da Dial Reset, explicou os suportes de comunicação a utilizar no âmbito desta campanha de sensibilização (Foto: mediotejo.net)

Maria do Céu Albuquerque, presidente da Câmara Municipal de Abrantes, sublinhou que “mais do que uma campanha ambiental, esta é uma campanha de cidadania porque se trata da utilização correta de equipamentos que promovem a nossa qualidade de vida”.

“Não temos o cuidado de tratar os contentores condignamente e por isso se torna importante envolver os cidadãos nesta tomada de consciência de que a nossa atitude é fundamental”, salientou Maria do Céu Albuquerque que relembrou que há 40 anos atrás não havia recolha de lixo, fazendo referência à existência da lixeira que existia na encosta junto ao liceu e que nas últimas décadas foi feito um grande trabalho no âmbito da recolha do lixo.

“É importante dar a consciência ao cidadão que há obrigações que são essenciais como coisas tão simples como fechar o saco, fechar a tampa ou ligue para solicitar a recolha de monos”, referiu Maria do Céu Albuquerque lembrando que a autarquia, onde se integram os SMA, nos últimos seis anos, perdeu mais de 100 colaboradores “e isto faz toda a diferença porque temos de ter uma gestão mais eficaz e isso passa também por termos os cidadãos conscientes de que são um elemento ativo e importante”.

“Esta é uma campanha feliz, que temos de valorizar e fazer chegar às pessoas para se mudarem comportamentos”, concluiu Maria do Céu Albuquerque, apelando aos presidentes de junta de freguesia para que esta mensagem chegue a todos os cidadãos.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here