Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Julho 27, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Morreu Leonor, a menina que uniu corações maiores

A pequena Leonor, de 5 anos, diagnosticada com um tumor cerebral em abril deste ano, não resistiu e morreu este sábado em Torres Novas, onde estava internada. Não só Abrantes, de onde é natural, mas Mação, que colaborou e organizou diversas iniciativas solidárias, como toda a região envolvente, choram a morte da menina que uniu corações maiores. A cerimónia fúnebre está prevista para este domingo, às 10:00, na Igreja da Chainça, em Abrantes.

- Publicidade -

A notícia foi confirmada ao mediotejo.net por Cláudia Olhicas, mentora de uma série de iniciativas solidárias em prol da recolha de verbas para apoiar os tratamentos efetuados no IPO e na aquisição de medicamentos. Amiga da família e próxima deste caso, Cláudia Olhicas, professora do Agrupamento de Escolas Verde Horizonte, de Mação, expressou ao mediotejo.net a sua tristeza: “É uma dor tão grande que não há palavras… Uma dor que me invade e dilacera.”

“Liguei agora à mãe e neste momento estão à espera do carro da agência funerária para irem buscar a Leonor. À tarde já estará na igreja da Chainça. Prevê-se que o funeral seja amanhã de manhã, por volta das 10h00”, referiu.

- Publicidade -

Nos últimos tempos, a comunidade gerou uma onda solidária e emocionou-se com a história de Leonor. Através de um concerto solidário, a 15 de outubro, entidades, pessoas individuais e alunos do Agrupamento de Escolas Verde Horizonte, de Mação, participaram num espetáculo que reverteu a favor de Leonor, unindo a comunidade e enchendo o Cineteatro São Pedro.

Outras iniciativas solidárias se foram realizando no concelho de Abrantes, manifestando apoio aos pais da criança, Neuza e Bruno, para a aquisição de medicamentos e despesas relacionadas com os tratamentos de Leonor.

Recorde-se que Leonor, uma menina de 5 anos, travava uma luta pela vida. Em abril foi-lhe detetado um tumor no tronco cerebral inoperável. Em agosto os médicos deram-lhe três dias de vida. Apesar do quadro difícil em que se encontrava, esteve estável nos últimos meses, a fazer medicação e tratamentos, enquanto a família procurava alternativas em clínicas no estrangeiro. A esperança manteve-se até ao dia de hoje.

A equipa do jornal mediotejo.net expressa as suas condolências à família e amigos da Leonor.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here