- Publicidade -

Abrantes | Mercado de produtos e artesanato este sábado em Alferrarede

O encerramento do ciclo de mercados itinerantes de produtos agroalimentares e artesanato do Ribatejo Interior acontece este sábado, dia 5 de outubro, com a realização do último mercado no Jardim dos Plátanos, em Alferrarede, Abrantes. Em novembro e dezembro chegam os Mercados de Natal.

- Publicidade -

Os produtos e o artesanato, provenientes de Abrantes, Constância e Sardoal, vão estar à mostra e venda entre as 14h00 e as 18h00, encerrando este périplo pelas freguesias organizado pela TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior, articulada com os Municípios e as Juntas de Freguesia do seu território.

No final de novembro e início de dezembro, irão ser dinamizados os Mercados de Natal, um em cada concelho, à semelhança do ano passado, que serão animados com iniciativas alusivas à época.

- Publicidade -

Com estes certames, a TAGUS procura estimular a atividade económica local, ao criar mais oportunidades de escoamento da produção dos artesãos e produtores de Abrantes, Constância e Sardoal. E, também, reforça e enriquece alguns eventos existentes nas freguesias.

Incentivar ao consumo do que é produzido em Abrantes, Constância e Sardoal, promovendo o sentimento de pertença na comunidade, proporcionar o contacto direto entre produtor e consumidor e mostrar os benefícios do trabalho em rede aos agentes locais são, ainda, outros dos objetivos da organização com estas iniciativas.

Os mercados itinerantes do Ribatejo Interior estão inseridos na estratégia de promoção e valorização dos produtos e do artesanato do Ribatejo Interior da TAGUS, no âmbito do DLBC Rural, através do Programa Operacional Regional do Centro (CENTRO2020), eixo Reforçar a capacitação institucional das entidades regionais (CAPACITAR), do Portugal 2020, cofinanciada pelo Fundo Social Europeu.

 

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -