- Publicidade -
Sexta-feira, Dezembro 3, 2021
- Publicidade -

Abrantes | Medisigma disponibiliza teste rápido Covid-19 que ACES não recomenda

Na próxima semana a Medisigma – Medicina, Higiene e Segurança no Trabalho, em Abrantes, vai disponibilizar testes rápidos Covid-19, como auxílio no diagnostico de infeções por SARS-CoV-2. Os testes desenvolvidos na Alemanha e registados na INFARMED no dia 30 de março, destinam-se “a qualquer pessoa que o quiser fazer” disse ao mediotejo.net Vitor Esteves, responsável da empresa. Por outro lado, a Delegada de Saúde do ACES Médio Tejo diz que estes testes não são fiáveis para a doença em si e podem induzir em falsa segurança.

- Publicidade -

O teste NADAL COVID-19 IgG/IgM é realizado a partir da recolha de uma gota de sangue, onde será possível obter um resultado em 10 minutos. “Basta uma picada no dedo e pode ser feito em casa” explica o especialista em defesa nuclear, biológica e química que na sua vida militar passou pelos Estados Unidos e por França, e agora, através da Medisigma, quer estar “na linha da frente” no combate à pandemia pelo novo coronavírus.

Mas a Delegada de Saúde do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Médio Tejo, Maria dos Anjos Esperança, já veio alertar que “os testes rápidos não são fiáveis para determinar a infeção e podem induzir as pessoas numa falsa segurança”, caso os testes indiquem negativo.

- Publicidade -

Neste momento a equipa da Medisigma “está em formação e para a semana iniciamos o processo” disse indicando que a empresa procura responder “ao seu dever de responsabilidade social”. E é nesse sentido que Vitor Esteves diz encontrar-se “em processo negocial por um valor mínimo, porque o objetivo é social. Não o custo de 100 euros por cada teste, mas para que todos tenham acesso, conseguir pelo preço médio de uma refeição” ou seja, cerca de 25 euros.

No contexto da pandemia Covid-19 “a segurança é fundamental” e importa por isso “criar corredores de segurança” para minimizar a “proliferação horizontal da contaminação” refere. Para ajudar nessa tarefa, a Medisigma conta com “psicólogo, assistente social, enfermeiros, técnicos, médicos incluindo pneumologistas” nos quadros em formação, indica.

Ainda no âmbito da função social, Vitor Esteves avançou que “será criada uma equipa para trabalhar junto das pessoas mais desfavorecidas, para que possam fazer o teste de forma gratuita. A Medisigma dispõe de clínicas móveis para deslocações”, acrescenta.

Os interessados podem contactar o departamento de Medicina do Trabalho.

COMUNICADO DA DELEGADA DE SAÚDE:

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome