PUB

Abrantes | Maria do Céu Albuquerque quebra silêncio sobre caso Ferreira Dias

“E Abrantes?” É assim que surge destacada nas páginas do Expresso a polémica que envolve Maria do Céu Albuquerque no “caso” Jorge Ferreira Dias. A ex-presidente do município e atual Secretária de Estado do Desenvolvimento Regional (desde fevereiro deste ano) não comenta diretamente o assunto, sendo o assessor de imprensa do Ministério do Planeamento que responde às questões do jornal, dizendo que o processo “começou antes de Maria do Céu Albuquerque tomar posse como presidente da Câmara de Abrantes”, em 2009, e que “foi conduzido pelos serviços jurídicos da câmara”. O objetivo, diz o assessor, “foi sempre o de defender o interesse público, de todos”.

PUB

O Expresso explica aos seus leitores que “em causa está a falência do antigo construtor civil Jorge Ferreira Dias, um dos homens mais ricos de Abrantes e que caiu na miséria devido à disputa de um terreno com a autarquia”. Acrescenta também que, segundo uma reportagem recente da TVI, “o processo arrastou-se durante anos na justiça, com três tribunais a darem sempre razão a Ferreira Dias e até a acusar Maria do Céu Albuquerque de má-fé processual”.

O mediotejo.net publicou em março deste ano uma grande reportagem explicando em pormenor o ponto a que a vida deste homem chegou, depois de 15 anos de lutas judiciais com a câmara, uma vez que se prevê para breve a sentença que poderá obrigar o município a pagar uma indemnização de seis milhões de euros ao antigo construtor, que hoje é pastor e sobrevive com 300 euros de rendimento social de inserção.

PUB

Jorge Ferreira Dias. Foto: Paulo Jorge de Sousa/mediotejo.net

Na próxima terça-feira, dia 11, e respondendo também a vários pedidos da oposição, o atual presidente do município, Manuel Valamatos, irá apresentar explicações públicas sobre este processo judicial, tendo sido convocada uma manifestação de apoio a Jorge Ferreira Dias para a praça do município, às 14h30, quando terá início a reunião do executivo camarário. O protesto é encabeçado por António Colaço, antigo assessor parlamentar do PS, que reside em Mação. O seu mote: “Todos a exigir justiça e manifestar solidariedade para com Jorge Ferreira Dias. Abrantes terra justa quanto antes.”

Secretária de Estado quer facilitar o acesso dos pequenos empresários a fundos europeus
O foco do artigo publicado no Caderno de Economia do Expresso é o próximo concurso para aceder aos fundos europeus do Portugal 2020, que arranca já este mês. Com a segunda vaga de sistema de incentivos ao empreendedorismo e ao emprego (SI2E), o governo espera financiar milhares de pequenos negócios em todo o País e Maria do Céu Albuquerque promete regras simplificadas para facilitar a vida dos micro e pequenos empresários.

“Esta nova geração do SI2E vai ter pelo menos 50 milhões de fundos para distribuir numa primeira fase. E se a procura assim o justificar, é possível que esse valor seja reforçado até 250 milhões”, escreve o jornal, acrescentando que “a criação de emprego será o principal foco do SI2E” e a “grande novidade é que essa criação de emprego será financiada pela chamada metodologia de aplicação de custos simplificados”. Ou seja, “o pequeno empresário poderá esquecer toda aquela burocracia de apresentar sucessivas faturas e recibos em troca do financiamento europeu. Para aceder ao dinheiro do Portugal 2020, será apenas necessário comprovar a contratação de pessoas.”

PUB
PUB
Patrícia Fonseca
Sou diretora do jornal mediotejo.net e da revista Ponto, e diretora editorial da Médio Tejo Edições / Origami Livros. Sou jornalista profissional desde 1995 e tenho a felicidade de ter corrido mundo a fazer o que mais gosto, testemunhando momentos cruciais da história mundial. Fui grande-repórter da revista Visão e algumas da reportagens que escrevi foram premiadas a nível nacional e internacional. Mas a maior recompensa desta profissão será sempre a promessa contida em cada texto: a possibilidade de questionar, inquietar, surpreender, emocionar e, quem sabe, fazer a diferença. Cresci no Tramagal, terra onde aprendi as primeiras letras e os valores da fraternidade e da liberdade. Mantenho-me apaixonada pelo processo de descoberta, investigação e escrita de uma boa história. Gosto de plantar árvores e flores, sou mãe a dobrar e escrevi quatro livros.

5 COMENTÁRIOS

  1. Situação que tem sido chutada de Nelson de Carvalho, para a sua “afilhada” Maria Céu Albuquerque e desta para o seu “subordinado” Vala Matos e por tudo o que se tem passado d
    esta gente ninguém sabe nada……..assim têm sido as notícias que chegam à Imprensa e para os Abrantinos também não existem informações concretas acerca dos responsáveis tanto na Câmara, como na Assembleia Municipal !!! ….A teia é grande e com encruzilhadas de interesses mesquinhos …..que terão de ser esclarecidos!!!

  2. E que dizer duma suposta estrada entre Tramagal e Abrancalha de Baixo (A23), ao que consta projectada há já uma eternidade, que bloqueou o desenvolvimento urbano na zona oeste da estrada nacional. De facto, foi definida uma zona para protecção da IC9(?), afastada de uma estrada municipal já implantada e muito antiga, que parece reunir condições para a implantação do projecto em causa, sem ferir e desmembrar prédios existentes. Até quando isto se arrasta sem solução á vista?

  3. Diz-se acima que “… três tribunais a darem sempre razão a Ferreira Dias e até a acusar Maria do Céu Albuquerque de má-fé processual”.
    Se isto é verdade porque razão os advogados do Sr.Jorge Ferreira Dias não acionaram o arresto dos bens da CM de Abrantes?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).