- Publicidade -

Abrantes | Manuel Jorge Valamatos assinala dois anos como Presidente da Câmara Municipal (C/ÁUDIO)

Manuel Jorge Valamatos assinala esta sexta-feira, dia 19 de fevereiro, dois anos de mandato enquanto Presidente da Câmara Municipal de Abrantes. Após 15 anos como vereador, Valamatos, 55 anos, rendeu no cargo a socialista Maria do Céu Antunes, chamada a exercer funções governativas, e fez dos termos “Forte, inteligente e gentil” lemas a seguir na sua governação, dois anos de mandato que hoje analisa ao mediotejo.net em termos de pontos altos e baixos, expectativas e perspetivas. Questionado sobre com quem gostaria de brindar para assinalar a data redonda, o autarca foi taxativo: “Com todos os abrantinos!”. Uma resposta que lembra outra máxima do autarca natural de Tramagal: “A União faz Abrantes”.

- Publicidade -

Em ano de eleições autárquicas, Manuel Jorge Valamatos não assume ainda a sua candidatura como cabeça de lista pelo PS, e diz que o tempo agora é de cuidar das pessoas em termos sociais, económicos e de saúde, tendo em conta a situação pandémica que se vive no concelho, no país e no mundo. Lembra que a primeira ação enquanto presidente foi precisamente em termos de saúde, em São Miguel do Rio Torto, onde as pessoas estavam revoltadas pela falta de médicos de família. Hoje, a situação é mais complexa e a resolução da pandemia não depende da autarquia. Aliás, este é o ponto negativo que destaca nestes dois anos de mandato, tendo apontado a “democratização do território” como uma das conquistas deste período, a par da “entrega, dedicação e consciência de tudo ter feito” em prol da comunidade como pontos altos deste período.

Manuel Jorge Valamatos, presidente da CM Abrantes. Foto: mediotejo.net

- Publicidade -

A “democratização do território” é uma das bandeiras do autarca, tendo destacado o volume de protocolos e a transferência de verbas através de contratos interadministrativos com as Juntas de Freguesia, numa entrevista onde fala da família, do legado e do relacionamento com a ex-presidente da Câmara, com os vereadores da oposição, e dos projetos que concluiu e outros que iniciou nestes dois anos, e ainda dos que poderão ser inaugurados este ano e num eventual próximo mandato.

ÁUDIO: MANUEL JORGE VALAMATOS, PRESIDENTE CM ABRANTES:

Manuel Jorge Valamatos, Presidente da Câmara de Abrantes. Foto: mediotejo.net

A tomada de posse em 2019 e o lema “Forte, inteligente e gentil”

Manuel Jorge Valamatos foi investido a 19 de fevereiro de 2019, uma terça-feira, como Presidente da Câmara Municipal de Abrantes. No Salão Nobre dos Paços do Concelho, António Mor, presidente da mesa da Assembleia Municipal, deu posse ao novo presidente, que exercia funções de vereador desde 2004, em vários pelouros, e que deixou um slogan para ser pensado pelos presentes: “Forte, inteligente e gentil”, e como lemas a seguir na sua governação. Na sequência da reorganização do executivo municipal iniciou também funções na ocasião a nova vereadora socialista, Ana Paula Grijó.

Manuel Jorge Séneca da Luz Valamatos dos Reis, então com 53 anos, assumiu o cargo de Presidente da Câmara Municipal de Abrantes a 19 de fevereiro de 2019, No Salão Nobre dos Paços do Concelho, António Mor, presidente da mesa da Assembleia Municipal, deu posse ao novo presidente, num tempo em que não havia máscaras nem distanciamento social.

Com a renúncia de Maria do Céu Antunes (então Albuquerque), para assumir funções governativas, Manuel Jorge Valamatos, número dois da Lista do PS candidata à Câmara Municipal de Abrantes nas autárquicas de 2017, foi chamado a assumir a liderança do executivo de maioria socialista.

RECORDE O VIDEO DE TOMADA DE POSSE EM FEVEREIRO DE 2019:

Abrantes l Tomada de posse do novo presidente de Câmara

Publicado por mediotejo.net em Terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Desde 2002, com Nelson de Carvalho, o agora Presidente da Câmara assumiu o lugar de adjunto e dois anos mais tarde de vereador. Ao longo dos anos assumiu as pastas do Desporto, Juventude e Tempos Livres, Manutenção, Transportes e Serviços Urbanos, Planeamento Estratégico, Gestão do Capital Humano, Manutenção e Gestão Logística, Ambiente e Sustentabilidade, bem como a Coordenação direta das Freguesias.

Desde 2013 que é também Presidente do Conselho de Administração dos Serviços Municipalizados de Abrantes (SMA). Em janeiro de 2018, assumiu a Presidência da Comissão Política Concelhia do PS Abrantes, sob o lema “Mobilizar. Afirmar. Renovar o Compromisso”, cargo que, entretanto, foi assumido por Ricardo Aparício.

Tomada de Posse do novo Presidente da Câmara Municipal de Abrantes. Manuel Jorge Valamatos durante a assinatura. Foto: mediotejo.net

Manuel Jorge Valamatos nasceu em Tramagal, residiu em Vale das Mós e aos 10 anos passou a morar no Rossio ao Sul do Tejo, onde cresceu e constituiu família. Professor de Educação Física, atleta e dirigente associativo, é vereador da CMA desde 2004, tendo assumido várias áreas de gestão autárquica.

A nova equipa socialista continua a contar com os vereadores Celeste Simão, João Gomes e Luís Dias. Paula Grijó, a número 6 da lista do PS candidata à últimas autárquicas, completou a equipa, assumindo a função de vereadora.

“É um orgulho enorme aceitar este desafio, com esta equipa, e poder trabalhar para e com a comunidade abrantina”, afirmou então Manuel Jorge Valamatos, agradecendo a todos os presentes que assistiram à tomada de posse. Valamatos garantiu ser este “um processo de continuidade”, lembrando que “há muito trabalho e muita gente lá fora à nossa espera. Vamos tentar fazer o melhor”.

O novo Presidente deixou uma palavra a Maria do Céu Antunes (então Albuquerque), considerando o cargo atribuído à ex-presidente da Câmara de Abrantes “extremamente merecido”, sendo “um orgulho para Abrantes poder contar com Maria do Céu nas funções de secretária de Estado”. Maria do Céu Antunes é hoje ministra da Agricultura.

Tomada de Posse do novo Presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos. O Executivo camarário. Foto: mediotejo.net

Manuel Jorge Valamatos admitiu “algumas dificuldades pela frente” tendo feito notar que uma das razões que o levaram a aceitar o desafio passa pela equipa: “Uma equipa muito forte!”, vincou.

“A Celeste Simão é uma mulher de grande determinação, o João Gomes um homem com muitas capacidade e competência, um jovem que tem vindo a revelar-se empenhado e dedicado, o Luís Dias é um individuo, como ele diz, irreverente mas muito apaixonado por aquilo que faz, e a Paula Grijó é uma mulher com muita determinação e muita garra”.

Durante a reunião de Câmara Municipal, que se seguiu à tomada de posse Manuel Jorge Valamatos deixou também uma palavra aos vereadores da oposição, Armindo Silveira, eleito pelo Bloco de Esquerda, e Rui Santos, eleito pelo Partido Social Democrata.

Dizendo que o executivo “conta com todos”, Manuel Jorge Valamatos considerou que “a política são as diferentes ideias relativamente aos assuntos”, tendo defendido que “o mais importante é trabalharmos para a nossa comunidade. As pessoas estão ávidas que lhes resolvam os problemas”, afirmou, apelando a “uma plataforma de respeito e de entendimento” no executivo.

“Cada um terá aqui o seu espaço político e individual”, assegurou o Presidente, estabelecendo um paralelo com o futebol: “a jogar à bola nunca fui maldoso, às vezes tinha de jogar um bocadinho mais rijo e saltar a uma bola de forma mais agressiva, mas nunca foi minha intenção, de forma traiçoeira, pregar rasteiras a quem quer que seja. Não faz parte do meu universo nem do universo desta equipa do Partido Socialista”, notou.

A primeira reunião de Executivo presidida pelo presidente Manuel Jorge Valamatos. Foto: mediotejo.net

Os vereadores eleitos pelo PS felicitaram o Presidente empossado, acreditando que Manuel Jorge Valamatos “é a pessoa certa no lugar certo”. Os votos de sucesso estenderam-se à vereadora Paula Grijó lembrando que “o vosso sucesso é o nosso sucesso”.

Da parte da oposição, Armindo Silveira (BE) manifestou-se na altura “contente pelo percurso pessoal e político” do cidadão Manuel Jorge Valamatos que assumiu a presidência da Câmara Municipal de Abrantes. “É uma responsabilidade muito grande e enquanto vereador estou disponível para ajudar”, afirmou. O vereador bloquista estendeu as felicitações à nova vereadora socialista dizendo que “cada vez mais quem anda na política tem a responsabilidade de honrar o cargo e a função pública”, sem se pronunciar sobre o processo de renúncia de Maria do Céu Antunes.

O vereador Rui Santos (PSD), por sua vez, considerou estarem reunidas as condições para a abertura de “um novo ciclo” com o novo executivo. Apesar de ser o mesmo partido e a mesma maioria que se mantém na Câmara de Abrantes, afirmou acreditar que Manuel Jorge Valamatos assuma “uma maior abertura”, sobretudo com a oposição.

“Que receba e possa analisar as propostas que chegam dos vereadores da oposição. Estamos aqui para construir o melhor para o concelho de Abrantes independentemente das nossas cores partidárias”, declarou. O vereador social democrata concluiu a intervenção desejando também a Paula Grijó as melhores felicidades.

A vereadora socialista Ana Paula Grijó. Foto: mediotejo.net

Em declarações ao mediotejo.net, Ana Paula Grijó manifestou-se “muito honrada em poder servir a comunidade”, sentindo o cargo que assumiu há dois anos como “uma enorme responsabilidade”, garantindo ser “com muito empenho e muito espírito de missão” que assumia as funções de vereadora.

Uma novidade que Paula Grijó não sente propriamente como nova, uma vez que há nove anos que trabalhava com a equipa socialista de Abrantes, num trabalho que sente como sendo “uma continuidade”.

Manuel Jorge Valamatos assumia, assim, em 2019, a condição de presidente do município de Abrantes, substituindo no cargo a socialista Maria do Céu Antunes, chamada a gerir em fevereiro daquele ano a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Regional, na área do Planeamento. Maria do Céu cumpria o seu terceiro mandato em exercício político em Abrantes – o último, por força da lei de limitação de mandatos.

Manuel Jorge Valamatos será o próximo cabeça de lista do PS à Câmara de Abrantes nas eleições marcadas para este ano, sem data marcada, sendo que o anúncio formal da candidatura também ainda não tem data anunciada.

 

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).