Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Dezembro 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Luís Portugal canta “Poetas com Voz” nos Caminhos Literários

Depois dos dois espetáculos que se realizaram em agosto, o projeto cultural intermunicipal ‘Caminhos Literários’ está de regresso este mês com mais espetáculos e iniciativas em Abrantes. No dia 23, o escritor Gonçalo M. Tavares orientou uma oficina de escrita e imaginação, e, na próxima sexta-feira, dia 26, o músico Luís Portugal, dos Jáfumega, canta ‘Poetas com Voz’. As atividades decorrem na Biblioteca Municipal António Botto.

- Publicidade -

Luís Portugal, vocalista dos Jafumega, acompanhado por Rui Vilhena (Vozes da Rádio) na guitarra e voz, e por Ricardo Coelho, na percussão e vibrafone, cantam “Poetas com Voz”, em Abrantes, num espetáculo agendado para sexta-feira, dia 26 de novembro, e que será uma viagem pela língua portuguesa através de vários poetas cantados como José Afonso, Ary dos Santos, José Luís Tinoco, Carlos Tê, José Soares Martins, entre outros.

O espetáculo de Luís Portugal – “Poetas com Voz” – realiza-se na Biblioteca Municipal António Botto, às 21h30, e a entrada é gratuita, mas sujeita ao levantamento dos bilhetes no dia do espetáculo, que poderá ser feito no Welcome Center – Posto de Turismo (10h00-13h00 e 14h00-18h00) ou na Biblioteca Municipal, a partir das 10h00 até às 13h00, e durante a tarde, uma hora antes do espetáculo. A lotação é limitada.

- Publicidade -

Gonçalo M. Tavares conduziu na terça-feira uma oficina de escrita e imaginação, na Biblioteca Municipal António Botto, onde foram feitos exercícios práticos de aplicação de alguns conceitos, em redor da linguagem e da imaginação, tais como conceito de erro; erro e criatividade; exercícios sobre a objetividade e subjetividade; exercícios sobre acaso; como descrever um objeto; pontos de vista, entre outros.

Gonçalo M. Tavares vai realizar em Abrantes uma oficina de escrita e imaginação. Foto: DR

As sessões de novembro arrancaram no dia 20 de novembro, com Lúcia Moniz e o ator Pedro Lamares a levarem a Abrantes o espetáculo “Para atravessar contigo o deserto do mundo”, uma performance criada pelos dois artistas inspirada na amizade e nas cartas trocadas entre Sophia de Mello Breyner Andresen e Jorge de Sena.

O projeto intermunicipal Caminhos Literários, que envolve os municípios de Abrantes, Constância e Sardoal e que explora os territórios ligados a António Botto, Camões e Gil Vicente, pretende disponibilizar o usufruto da arte em locais públicos e de acesso livre e ser um elemento dinamizador da economia da região, através do turismo atraído por este evento que traz música, literatura, cinema documental, artes visuais, conversas, residências artística, teatro, entre outros, aos territórios envolvidos no projeto.

O projeto “Caminhos Literários” conta com o escritor José Luís Peixoto como principal impulsionador da construção de um original roteiro literário.

A organização informa que todas as ações serão desenvolvidas de acordo com as regras da Direção-Geral da Saúde.

Pode consultar todos os eventos em http://agenda.cm-abrantes.pt/

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome