Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Agosto 5, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes: Luís Franco-Bastos faz ouvir a Voz da Razão no Cineteatro S. Pedro

Luís Franco-Bastos partilha a “Voz da Razão” com o público abrantino no espetáculo a solo que tem levado às salas de espetáculos de todo o país, coliseus incluídos, depois do sucesso de “Roubo de Identidade”. A nova digressão inclui uma paragem no Cineteatro S. Pedro e a sexta-feira 13 pode transformar-se em dia de sorte para quem conseguir os últimos bilhetes deste momento de stand-up comedy com muitas vozes.

- Publicidade -

Cristiano Ronaldo, Alberto João Jardim, Jorge Jesus e até o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, passam pelo Cineteatro S. Pedro no final desta semana. À primeira vista parece um evento com pompa e circunstância, mas não precisa de tirar o vestido ou o fato dos casamentos do armário porque a noite será de descontração e as personalidades referidas vêm a convite de Luís Franco-Bastos.

O novo espetáculo a solo do humorista e imitador estreou em Guimarães no passado dia 6 de fevereiro e tem sido apresentado como uma “esquizofrenia de vozes” sobre as quais prevalece a “Voz da Razão”. O formato da última digressão “Roubo de Identidade” mantém-se e o também ator e locutor abordará temas tão díspares como a música, o entretenimento, as relações amorosas, o futebol e a política.

- Publicidade -

A postura em palco, dizem, é mais madura do que nos espetáculos anteriores, mas a essência mantém-se e já esgotou salas de espetáculos por todo o país. Abrantes não é exceção e a procura de bilhetes disparou, tornando sortudos aqueles que conseguirem os últimos para a próxima sexta-feira, dia 13, a partir das 21h30.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome