Quinta-feira, Fevereiro 25, 2021
- Publicidade -

Abrantes | Jovens vestiram Cineteatro S. Pedro de solidariedade em concerto AIM Finds a Voice( c/fotos)

Com cerca de 400 bilhetes vendidos, o Concerto Solidário Art in Motion Finds a Voice, uma organização conjunta da Linda’s School – Instituto de Línguas de Tomar e das Associações de estudantes das escolas secundárias de Abrantes, bem como o Interact Club da cidade, contou com sala cheia numa sexta-feira à noite, com público bastante variado, desde os mais pequeninos aos mais velhos. Tudo por duas causas nobres, cuja condição era apenas a de vestir a camisola da solidariedade e ajudar as crianças e população de Zimbabwe portadora de HIV, sendo o restante montante canalizado para a Casa de São Miguel, em Alferrarede, que acolhe crianças em risco.

- Publicidade -

“Superou e muito as nossas expetativas, não estávamos à espera de receber tanta gente. Espero e acho que no final toda a gente gostou deste espetáculo, um evento que deu muito trabalho, mas valeu a pena”, referiu Bárbara Diogo, presidente da Associação de Estudantes da Escola Secundária Dr. Manuel Fernandes. “O importante era ajudar, e acho que com esta afluência de pessoas, que não estávamos nada à espera, vamos conseguir ajudar e muito”, notou também Joana Ferreira, do Interact Club de Abrantes.

Ambas as jovens, da Comissão Organizadora, mencionaram Tânia, professora da Linda’s School, em Tomar, que inicialmente sugeriu “que nos focássemos mais nos jovens” na organização do evento. “É um concerto de jovens, para jovens e com jovens, e foi por isso que escolhemos na maioria jovens da nossa região para atuar”, disse Bárbara Diogo, notando que ainda assim “houve um ou dois artistas que se quiseram associar à causa”, como o cantor de reggae, Brother Jamez. “Foi ele próprio que nos contactou e disse que gostaria de atuar neste concerto”, sendo que a família chegou a viver alguns anos nesse país africano.

- Publicidade -

“Acho que valeu mesmo muito a pena, só mesmo estando por dentro da organização é que se percebe o quanto vale a pena. e saber que vamos ajudar tanta gente, é mesmo muito bom”, terminou Bárbara em declarações ao mediotejo.net, que tal como Joana Ferreira, acreditam que o resultado final “vale todo o trabalho”.

O concerto solidário, iniciativa proposta pela Linda’s School – Instituto de Línguas de Tomar, no âmbito do projeto “Art in Motion Finds a Voice”, resume-se a duas causas: metade dos lucros reverterão a favor das crianças e da população portadora do vírus HIV residentes em Zimbabwe, e o restante montante será canalizado para a Casa de São Miguel, em Alferrarede, que acolhe crianças em risco.

O concerto contou com a presença de vários artistas da região, maioritariamente jovens das escolas do município. Desde Salomé Silveira com a sua banda, que abriu o evento recordando êxitos, cantou Prince e conseguiu que o público a acompanhasse a cantar “O Amor é Assim” de HMB ft Carminho.

Seguiram-se os estreantes Godforce, que revisitaram Red Hot Chili Peppers, Metallica e inclusive deram a conhecer um original seu.

O mágico Afonso Nunes acabou por fazer um duo bem descontraído com o beatboxer Brains (Francisco Semedo), que nos momentos em que os colegas se viam um pouco mais atrapalhados entre o abrir e fechar do pano, por ser um evento totalmente organizado por jovens contando com uma Comissão Organizadora, acabaram por arrancar risos e gargalhadas com as suas tiradas genuínas, afinal, “the show must go on”.

Contou-se ainda com presença de João Antunes, jovem de Tramagal, que embalou os presentes acompanhado de Francisco Gomes no teclado.

Brother Jamez trouxe uma série de good vibes à sala, instalando um ambiente de energia positiva, introspeção com mensagens de paz, como usual, nas letras do estilo reggae.

De Mação chegou Amélia Silva, a jovem de voz doce, que espantou o público com a garra e expressividade ao passar por repertório variado, desde Radioactive, dos Imagine Dragons, a Pastor, dos Madredeus, que muito dificilmente deixou alguém sem o efeito pele de galinha. Acompanhada de João Delgado na guitarra e Francisco Gomes no teclado, a jovem fechou o leque das atuações musicais com chave de ouro.

Por fim, várias dezenas de bailarinas e bailarinos do grupo de dança de hip hop Etrix Crew vieram agitar a hoste, com movimentos coordenados com música a condizer com a energia que parecia infinda das crianças e jovens.

Esta iniciativa contou com o apoio das Associações de Estudantes da ESMF e da ESSA e do Interact, visando angariar fundos para as distintas entidades, sendo principal enfoque deste projeto a eficaz atuação ao nível da saúde, da alimentação e da educação.

Recorde-se que, segundo a organização, “Pretende-se estender a mão aos menos favorecidos, proporcionando-lhes uma melhor qualidade de vida e aliviando-lhes a carga de lidar com situações precárias, de verdadeiro teste à resiliência humana”, lê-se no comunicado.

Espreite aqui alguns registos da noite de ontem, em Abrantes.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).