Terça-feira, Março 2, 2021
- Publicidade -

Abrantes | Jorge Ferreira Dias vai ser presente a juiz no Tribunal de Santarém

O ex-empresário da construção civil, Jorge Ferreira Dias que agrediu na terça-feira, 22 de dezembro, o presidente da Câmara de Abrantes, o vice-presidente e uma trabalhadora do município vai ser presente ainda esta manhã a um juiz de Instrução Criminal, no Tribunal de Santarém, disse ao mediotejo.net fonte da Polícia de Segurança Pública (PSP) de Tomar.

- Publicidade -

O subintendente Bruno Soares adiantou que o agressor vai ser presente ao juiz de instrução criminal esta manhã, em Santarém, para que lhe seja decretada uma medida de coação tendo ficado na noite passada detido no local de pernoita da PSP em Tomar.

Autarcas de Abrantes foram ontem ameaçados verbalmente e agredidos fisicamente em reunião de Câmara pelo cidadão abrantino Jorge Ferreira Dias. O ex-empresário da construção civil, que há anos acusa a Câmara Municipal de Abrantes de ter responsabilidades na falência das suas empresas, entrou de rompante e visivelmente transtornado no auditório do Edifício Pirâmide, onde decorria a sessão.

- Publicidade -

Jorge Dias Ferreira tem um litígio antigo com a autarquia e acabou detido pela PSP. O ex-empresário chegou mesmo a pedir uma indemnização superior a seis milhões de euros, por perdas e danos, mas o Tribunal de Leiria considerou, no ano passado, “totalmente improcedente a ação de Ferreira Dias, por inexistência de facto ilícito e culposo”, absolvendo a câmara das acusações.

O mediotejo.net publicou no ano passado um extenso artigo atualizado sobre as razões que opõem Jorge Ferreira Dias à autarquia de Abrantes, que pode ler aqui.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).