Abrantes | João Pires recordado e homenageado em Concavada (c/fotogaleria)

O primeiro jogo em honra de João Pires, jovem falecido num acidente rodoviário no final de julho deste ano, no troço da EN2 que liga Alferrarede a Barreiras do Tejo, aconteceu esta terça-feira, Dia de Todos os Santos, no Campo de Jogos José dos Santos Ruivo, em Concavada.

Amigos e companheiros das equipas do CDR Concavada e da AMF Alvega que já haviam partilhado balneário com o militar de 31 anos, atleta e amante de futebol, tomaram iniciativa de honrar a memória do camarada dentro das quatro linhas.

No local, à entrada para o campo de jogos, foram afixadas faixas e elementos do CDR Concavada lembrando o ‘eterno 23’. Foto: mediotejo.net

PUB

Um jogo de convívio decorreu, Concavada defrontou Alvega, na presença dos pais de João Pires, António e Lurdes, bem como de outros familiares, caso da sua avó paterna, natural da UF de Alvega e Concavada.

Antes da partida, houve lugar a um momento emocionado, com algumas palavras dirigidas aos presentes e aos enlutados, da parte da direção do CDRC, por Joaquim Oliveira, onde foram lembradas caraterísticas do “eterno 23” do CDR Concavada [que havia também envergado o número 3 na equipa da AMF Alvega], caso da sua humildade, boa disposição, amizade e altruísmo.

Foto: mediotejo.net

Um ramo de flores brancas, um quadro com a ilustração da camisola 23 do atual equipamento do clube de Concavada, e uma fotografia de João segurando uma das Taças ganhas enquanto se encontrava ao serviço da AMF Alvega, foram as ofertas simbólicas em jeito de homenagem dadas aos seus pais pela mão dos capitães de equipa das respetivas equipas do Campeonato Distrital da Fundação Inatel envolvidas, Cláudio Rodrigues e Jorge Guerreiro.

A partida iniciou com um minuto de silêncio em memória de João Pires, com os vários elementos, jogadores e equipa técnica, intercalados nos dois lados do campo. Foto: mediotejo.net

A assistir estiveram dezenas de pessoas da União de Freguesias e não só, contando com presença do presidente de Junta, José Felício, bem como do vereador da CMA, Manuel Jorge Valamatos, entre outros jogadores de outras equipas de concelhos vizinhos.

Fica a intenção de que este momento de homenagem possa ser repetido anualmente, sendo que no próximo ano talvez se venha a repetir com passagem de testemunho à AMF Alvega, algo que ainda não foi confirmado.

O jogo decorreu normalmente, com vantagem para a AMF Alvega no final, sendo que o objetivo não era o resultado, mas sim afastar qualquer rivalidade em campo, respeitando e dignificando dentro das quatro linhas a família e a memória de, não só um antigo jogador, mas de um amigo e conterrâneo que a todos deixa saudade.

PUB
Joana Rita Santos
Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).