Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Outubro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | João Laia na final do Mundial de veteranos de K2 em canoagem

O abrantino João Laia, 55 anos, apurou-se para a final A em K2/1000 metros em veteranos do campeonato de Mundo em canoagem, evento a decorrer em Montemor-o-Velho. A final de Masters Championships está marcada para esta quinta-feira, às 10:20. Em dupla com José Carlos Damas, 57 anos, em representação da seleção nacional, João Laia, que representou e treinou os canoístas de ‘Os Patos’ de Rossio ao Sul do Tejo durante muitos anos, é hoje atleta do Sporting.

- Publicidade -

“A velocidade não é a nossa especialidade e chegar a esta final já é uma vitória. Vamos dar o nosso melhor”, assegurou o experiente canoísta ao mediotejo.net, ciente das diferenças de potencial dos finalistas na prova. A dupla apurou-se ainda hoje para a final B em K2 200 metros, que se disputa na quinta-feira à tarde.

João Laia é ainda pai de Francisca Laia, atleta olímpica, e que também vai participar no Campeonato do Mundo de Velocidade de Canoagem e Paracanoagem 2018, evento que vai contar até dia 26 de agosto com a participação de 1500 atletas de 80 países, ao longo dos vários dias de prova.

- Publicidade -

Fernando Pimenta lidera seleção de 38 canoístas nos Mundiais de Montemor-o-Velho

Fernando Pimenta lidera uma das maiores representações da história da seleção portuguesa de canoagem, que de 22 a 26 de agosto disputa em Montemor-o-Velho o primeiro mundial absoluto de regatas em linha realizado em Portugal.

O tricampeão da Europa de K1 1000 procura um inédito título mundial nesta distância olímpica, depois de já o ter conseguido em K1 5000, que não integra o programa dos Jogos Olímpicos.

Em K1 1000, Pimenta tem o terceiro lugar em 2015 em Milão, Itália, e a medealha de prata em Racice, República Checa, em 2017.

Em Montemor-o-Velho, o canoísta do Benfica vai fazer as duas distâncias, K1 1000 e 5000.

“Portugal estará presente com uma das maiores comitivas de sempre, composta por 38 atletas, 33 na velocidade e cinco na paracanoagem, além de nove elementos entre equipa técnica e médica”, disse à agência Lusa Ricardo Machado, diretor técnico nacional.

O também vice-presidente da federação realça o facto de a seleção integrar “12 canoístas enquadrados no projeto olímpico Tóquio2020, alguns dos quais fazem parte da elite mundial da modalidade e que têm no seu currículo diversas medalhas em campeonatos do mundo, da Europa e Jogos Olímpicos”.

Emanuel Silva, que foi vice-campeão olímpico com Pimenta em Londres2012, em K2 1000, João Ribeiro, David Fernandes, Hélder Silva, Teresa Portela, Joana Vasconcelos e Francisca Laia são alguns dos atletas de elite – e olímpicos – que vão competir no Centro de Alto Rendimento (CAR) de Montemor-o-Velho, palco do evento.

A atleta abrantina Francisca Laia

Além destes, Portugal vai competir com uma série de jovens promessas, juniores e sub-23, que vão ter a oportunidade de aferir o seu nível na maior competição do mundo da especialidade.

“Partimos, por isso, para esta competição com muita confiança no trabalho e preparação que fizemos e consequentemente na obtenção de bons resultados. Desejamos que esta competição possa ajudar a afirmar ainda mais a canoagem portuguesa como uma das potências da canoagem mundial, quer em termos desportivos, quer organizativos”, completou.

A equipa vai ser apresentada no CAR de Montemor-o-Velho em 20 de agosto, às 15:00.

Seleção de Portugal:

– 1000 metros:

K1 Fernando Pimenta e Mafalda Germano.

K2 Bruno Moreira/Fábio Cameira e Sara Sotero/Rita Fernandes.

K4 Luís Ferreira/Igor Pinho/João Pereira/Rúben Boas.

C1 Fábio Lopes

C2 Bruno Afonso/Marco Apura.

– 500 metros:

K1 João Ribeiro e Maria Rei.

K2 David Fernandes/Artur Pereira e Teresa Portela/Joana Vasconcelos.

K4 Emanuel Silva/João Ribeiro/Messias Baptista/David Varela e Teresa Portela/Joana Vasconcelos/Francisca Laia/ Francisca Carvalho.

C1 Hélder Silva e Ana Rodrigues.

C2 Bruno Afonso/Marco Apura e Márcia Faria/Beatriz Lamas.

– 200 metros:

K1 Hugo Rocha e Márcia Aldeias.

K2 Hugo Figueiras/Kevin Santos e Sara Sotero/Inês Costa.

C1 Hélder Silva e Márcia Faria.

5.000 metros:

K1 Fernando Pimenta e Márcia Aldeias.

C1 Rui Lacerda e Ana Rodrigues.

Paracanoagem

KL1 e VL1 – Floriano Jesus.

KL2 e VL2 – Norberto Mourão.

KL3 – Francisco Cruz.

KL2 – Hugo Costa.

KL3 e VL3 – Abraão Vieira.

C/LUSA

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome