Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Interact Club forma mini-rotários com espírito de liderança

O Interact Club de Abrantes foi oficializado a 13 de novembro de 2013, e é destinado a jovens dos 12 aos 18 anos, sendo considerado um clube rotário de passagem, tal como o recém-criado Rotaract, que se destina à faixa etária dos 18 aos 30 anos. Este clube de mini-rotários tem hoje como presidente Constança Simões Diogo, cujo mandato iniciou no verão passado e terá duração de um ano. Segundo a jovem de 16 anos, existem duas missões essenciais, a interna/no seio do grupo e a social, de serviço à comunidade. O mediotejo.net foi saber mais sobre o funcionamento do Interact e a motivação desde jovens aspirantes a rotários, a líderes e melhores cidadãos.

- Publicidade -

Segundo Constança, a missão do Interact resume-se à “parte mais interna, em que o objetivo é formar os membros do clube, incutir-lhes a responsabilidade, o trabalho em equipa, a capacidade de liderança”, ao passo que depois existe “a parte mais social, virada para a comunidade; promovemos eventos e com o lucro desses eventos, normalmente, fazemos doações a instituições de Abrantes, e fazemos voluntariado”, explicou.

Ajudar o outro é o lema do Rotary International, “dar de si antes de pensar em si”, reforçou Constança justificando a vertente social e de serviço à comunidade, algo que é incutido pelo Rotary.

- Publicidade -

Atualmente, o Interact tem 13 membros efetivos, mas no próximo sábado à noite, acontecerá a cerimónia de entrada oficial dos membros – emblemagem, contando-se 16 novos emblemados.

A Representante Distrital Interact, do Distrito 1960, estará presente na iniciativa, sendo que durante a tarde haverá uma reunião no Espaço Jovem, pelas 15h00, que seguirão para a Casa de São Miguel, casa de acolhimento de crianças e jovens em risco, em Alferrarede, e à noite haverá jantar num restaurante, em Alferrarede, onde decorrerá a cerimónia oficial.

Segundo Constança Diogo, este grupo atinge assim os cerca de 30 membros, algo que destaca o clube perante outros nos distritos rotários. “Se não for o maior grupo Interact a nível nacional, será a nível do distrito 1960. Há dois ou três anos, chegámos a 42 membros, salvo erro, e fomos o clube maior do país”, declarou. A divisão do território acontece segundo o Rotary em dois distritos, o de 1970 a norte e o Distrito 1960 do centro para o sul.

Quanto à escolha da instituição que o Interact irá ajudar, a presidente referiu que todas as instituições de Abrantes já foram contempladas. “Já ajudámos todas as instituições cá de Abrantes, o que não invalida que não as voltemos a ajudar, e é o que estamos a fazer. Porque dia 24 de fevereiro vamos organizar uma festa, ‘Back to the 80s’, e o objetivo da festa é que os seus lucros revertam a favor da Casa de S. Miguel, em Alferrarede. E por isso visitaremos a instituição no sábado, para dar conta desta iniciativa”, desvendou.

Fotos DR

Na vertente interna, são promovidas atividades de companheirismo, “para fortalecer a relação dentro do clube, preparar jovens líderes”, disse Constança Diogo, reforçando que “somos os aprendizes a rotários, foram os mais velhos, os rotários, que pensaram que fazia sentido criar um clube que comece a formar os jovens a partir de uma idade mais jovem, para que chegando à idade adulta possam ter treino e poderem ser líderes”.

Cada mandato tem a duração de um ano, para dar oportunidade a quem queira candidatar-se a presidente. Algo que se explica pela roda presente no símbolo do Rotary International. “O objetivo é rodar, as pessoas mudam de cargos durante todo o ano, fui a votações pelo clube, candidatei-me a presidente (…) Após ter sido eleita, tive de escolher o meu Conselho Diretor, constituído pelo vice-presidente – que normalmente é quem sucede o presidente no ano seguinte -, a diretora de protocolo que lidera os eventos oficiais, tesoureira e secretária”, recordou a jovem.

Quando questionada sobre a motivação para integrar estes clubes rotários, Constança entendeu que se deve “ao facto de estarmos a pensar no outro e a ajudar o outro, porque é uma realidade na nossa comunidade, e em todo o lado, existem pessoas com dificuldades e precisam de ajuda. Nós, de certa forma, somos privilegiados por termos a vida que temos, e portanto não há nada como ajudarmos as outras pessoas. Outro motivo é o facto de nós próprios crescermos com isso, aprendermos e adquirirmos novas capacidades”.

O Interact, com jovens dos 12 aos 18 anos, foi criado em 2013, sendo considerado um clube de passagem, seguindo-se o Rotaract (18-30 anos) e o Rotary Club (> 30). Foto DR

Convidada a fazer um balanço do seu mandato, enquanto presidente do Interact, a jovem assumiu ter notado crescimento pessoal. “Sinto que já cresci imenso, sinto-me mais à vontade para falar em público, porque tenho de treinar os discursos, tenho de saber falar em público, e sinto que tenho mais confiança em mim mesma, também aprendi mais sobre trabalhar em equipa. Admito também que já errei, mas com esses erros aprendi mais coisas”, terminou.

Foi a partir de um curso de liderança que foi criado o Interact, promovido pelo Rotary, mantendo-se o objetivo de formar jovens líderes, incutir a capacidade de responsabilidade, de se adaptarem a novos meios e de trabalhar em equipa.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here