Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Terça-feira, Outubro 26, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Abrantes | Independentes ganham Tramagal e Rio de Moinhos e são segunda força nas freguesias

No concelho de Abrantes o Partido Socialista conquistou 10 das 13 Juntas de Freguesia. Não venceu em Tramagal, Rio de Moinhos e Aldeia do Mato e Souto. A novidade é que os movimentos independentes são agora a segunda força política a seguir aos socialistas, no que toca a Assembleias de Freguesia.

- Publicidade -

No concelho de Abrantes a grande mudança nas freguesias aconteceu em Tramagal, onde o Movimento Independente da Freguesia de Tramagal (MIFT) venceu as eleições com 43,53% dos votos, mais 16 votos do que o segundo partido mais votado, o Partido Socialista.

Desde 1976 o poder local foi sendo exercido de forma constante pelo PS, com exceção das eleições realizadas em 1985 – venceu o PPD/PSD – e 1989 – venceu o PCP/PEV. Em 2017, o Movimento Independente Freguesia de Tramagal conquistou 39,84% do eleitorado mas o PS conseguiu a vitória com 43,43% dos votos, mais 61 que o seu opositor.

- Publicidade -

Deste vez, Pedro Rodrigues, cabeça de lista pelo PS à Assembleia de Freguesia, conseguiu para os socialistas 42.56% dos votos expressos e quatro mandatos tendo o MIFT cinco eleitos, quebrando um ciclo de governação socialista de 24 anos consecutivos. A diferença foi favorável aos independentes por 16 votos de diferença.

MIFT venceu a freguesia de Tramagal, que era liderada pelo PS há 24 anos consecutivos. Foto: Jorge Santiago

Concorreram à Assembleia de Freguesia de Tramagal cinco candidaturas nestas eleições de 2021. Além dos referidos MIFT e PS, a CDU conquistou 4,61% dos eleitorado, o PSD 3,95% e o BE 2,31%.

Para António José Carvalho, cabeça de lista do MIFT, a vitória significa que que o movimento vai “trabalhar com todos e para todos. Ganhámos as eleições, ganhámos o direito de levar o nosso projeto para a frente, trabalhamos com toda a gente, com todas as instituições para que o Tramagal avance”, disse ao mediotejo.net.

Comprometeu-se em cumprir o programa eleitoral e diz que o primeiro dia de trabalho é já segunda-feira, dia 27, “todos juntos, porque só juntos podemos avançar”.

Lembra que Tramagal tem uma história “dura, de dificuldades que tem vindo a vencer ao longo dos anos. Estamos a sair da crise da covid-19 e depois vamos voltar a ter a força que tivemos e a representatividade regional que tivemos”, assegura António José Carvalho.

António José Carvalho conquistou a freguesia de Tramagal com uma lista de independentes. Foto: Jorge Santiago

“Tramagal será visto de agora em diante com uma atitude bem diferente da que estávamos habituados a ter na nossa freguesia. Vamos respeitar muito os resultados, vamos querer que todas as pessoas que têm ideias e vontade de fazer bem pela nossa terra que tenham espaço para realizar os seus projetos e serem felizes “, afirmou.

António José Carvalho deu conta ainda de a juventude ter feito “toda a diferença” nesta vitória. Tivemos uma juventude com esperança e orgulho em ser do Tramagal”.

Por seu lado, Pedro Rodrigues, garantiu que o PS irá fazer uma oposição construtiva e continuar a trabalhar em prol da Freguesia de Tramagal.

Pedro Rodrigues (2º à esq.) foi o cabeça de lista do PS à freguesia de Tramagal. Foto: mediotejo.net

De acordo com a página de Internet da Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna consultada pelo jornal mediotejo.net, votaram 60,86% dos 2.706 eleitores inscritos, ou seja, foram 1.647 os votantes.

Os movimentos independentes são agora a segunda força política no concelho de Abrantes no que toda a Assembleias de Freguesias. Outro movimento independente que venceu na noite de domingo é o MIFRM – Movimento Independente da Freguesia de Rio de Moinhos. Rui André mantém-se, por isso, como presidente da Junta de Rio de Moinhos vencendo por 11 votos o segundo partido mais votado, no caso o PS.

Em declarações ao nosso jornal Rui André notou que “a democracia é assim mesmo! Estamos preparados para vencer e também para perder. A diferença de 11 votos dá confiança ao Movimento para continuar por mais quatro anos a conduzir os destinos da nossa freguesia”.

Rui André reconheceu que o PS fez “um bom trabalho, uma boa campanha” mas garante que o seu movimento está preparado para enfrentar a concorrência “pela dinâmica que temos tido até agora para poder conseguir desenvolver a nossa freguesia o melhor possível”.

Rui André (à dtª) venceu a freguesia de Rio de Moinhos por 11 votos a mais do que o PS e parte para um novo mandato de 4 anos. Foto: DR

Garante que a partir desta eleições “com as pessoas eleitas na Assembleia, iremos construir e trabalhar para todos, em prol da nossa freguesia […] para que a população de Rio de Moinhos possa caminhar juntos para construir mais projetos para os próximos quatro anos”.

ÁUDIO | RUI ANDRÉ, PRESIDENTE E CANDIDATO MIFRM:

Em Rio de Moinhos, o MIFRM venceu as eleições com 44,10% dos votos, obtendo 4 mandatos e o PS conseguiu 42,11% dos votos, com Liliana Carvalho como cabeça de lista, conquistando 3 mandatos. Também a CDU apresentou lista à freguesia, com Jesuíno Marques como candidato, tendo conseguido 9,075 dos votos.

Naquela freguesia do concelho de Abrantes a percentagem de votantes cifrou-se nos 57,94%, sendo que votaram 551 eleitores dos 951 inscritos.

Na União de Freguesias de Alvega e Concavada venceu o PS mas perdeu um eleito, o que obriga a negociações entre as três forças políticas que conquistaram mandatos, uma vez que o PS, o PSD e o BE conseguiram três mandatos cada.

Os resultados apurados revelam que, em Alvega e Concavada, o PS obteve 33,93% dos votos expressos (360), o PSD 31,76% (337 votos) e o BE 26,39% (280 votos). A CDU conseguiu 57 votos.

A abstenção situou-se no 37,40% tendo votado 1.061 eleitores num universo de 1.695 inscritos.

Independentes conquistam duas das 13 freguesias do concelho de Abrantes. Foto: Jorge Santiago

Das 13 freguesias do concelho de Abrantes 10 voltaram a dar vitória ao PS: Martinchel, Carvalhal, Fontes, Pego, Abrantes e Alferrarede, São Miguel do Rio Torto e Rossio ao Sul do Tejo, Bemposta, Mouriscas, Alvega e Concavada e São Facundo e Vale das Mós. O PSD voltou a conquistar a União de Freguesias de Aldeia do Mato e Souto e os independentes, como referimos, conquistaram duas freguesias (Tramagal e Rio de Moinhos).

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome