Abrantes: Hotel Turismo reabre em dezembro e vai criar 50 postos de trabalho

Promotor do Hotel Turismo de Abrantes quer abrir portas ao público até ao final deste ano. Foto: mediotejo.net

O Hotel Turismo de Abrantes está a ser alvo de obras de recuperação, que representam um investimento de cerca de 2 milhões de euros, e deverá reabrir portas durante o mês de dezembro, criando 50 postos de trabalho.

PUB

Esta quinta-feira, 7 de julho, o grupo Luna Hotéis, que vai ficar com a gestão do Hotel Turismo de Abrantes durante os próximos 15 anos, promoveu uma visita às obras que estão a decorrer neste edifício emblemático da cidade.

Maria do Céu Albuquerque, presidente da autarquia, acompanhou a visita às obras onde, ainda com grande parte do edifício “descascado”, foi possível visitar um quarto modelo já todo equipado.

PUB
Maria do Céu Albuquerque, presidente da Câmara de Abrantes, ficou a par de todas as intervenções que vão ser feitas na recuperação do hotel (Foto: mediotejo.net)
Maria do Céu Albuquerque, presidente da Câmara de Abrantes, ficou a par de todas as intervenções que vão ser feitas na recuperação do hotel. Foto: mediotejo.net

Com estas obras de recuperação do hotel, dos seus 44 quartos e das diversas salas, vai ser pedida a passagem de três para quatro estrelas, sendo que, neste momento, as infraestruturas elétricas estão todas a ser substituídas, bem como a canalização e aquecimentos de água, recorrendo às energias alternativas para redução de custos de equipamentos.

O chão do hall de entrada vai ser mantido, na zona entre a receção e a sala principal foi criada uma instalação sanitária para deficientes e no grande salão o promotor pretende aproveitar um antigo balcão de bar existente. Estão também a ser feitos ensaios da cor para a pintura do edifício de modo a que mantenha a cor original do Hotel de Abrantes.

PUB

António Braga, engenheiro responsável pelas obras de recuperação do Hotel Turismo, salientou que o maior desafio deste obra “tem sido descobrir o estado em que realmente estava o edifício porque há muitas coisas que só destruindo é que se vê”.

José Santos, presidente do Grupo Luna Hotéis, explicou as melhorias que vão ser feitas no edifício (Foto: mediotejo.net)
José Santos (à esq.), presidente do Grupo Luna Hotéis, explicou as melhorias que vão ser feitas no edifício. Foto: mediotejo.net

No final da visita às obras no hotel, José Santos, presidente do Grupo Luna Hotéis, assumiu o compromisso desta unidade hoteleira reabrir ao público até ao final deste ano e avançou que irá criar 50 postos de trabalho.

Sobre o investimento na recuperação do hotel, José Santos salientou que vai além do previsto (“serão cerca de 2 milhões de euros”) e que “a obra não andou mais depressa porque foi necessário estudar as retificações que tinham de ser feitas”.

A piscina, considera, “é a grande mais valia que estávamos à espera porque entendemos que não faz sentido este hotel sem aquele equipamento que é a cereja no topo do bolo”. A piscina vai funcionar depois de ser recuperada. “Achamos que o espaço é muito agradável e a envolvente é muito rica e esta piscina faz todo o sentido”, sublinhou José Santos.

Antigas piscinas vão ser recuperadas e área envolvente embelezada e também deverão estar concluídas até deembro (Foto: mediotejo.net)
Antigas piscinas vão ser recuperadas e também deverão estar concluídas até dezembro. Foto: mediotejo.net

“Queremos que aquela piscina continue a ser como era, mas não com aquela dimensão. Vamos ajustá-la para que seja uma piscina de hotel e que sirva os clientes”, referiu o empresário, que garante que em dezembro tudo estará pronto para abrir ao público e salientando que a piscina e o hotel estarão ao serviço da população de Abrantes.

José Santos sublinhou também que empresas locais estão a ser contratadas para as obras de recuperação do hotel de Abrantes. “É um investimento muito grande e o nosso risco é depois rentabilizá-lo”, referiu o promotor imobiliário, acrescentando que “o hotel é um equipamento necessário, Abrantes precisa muito desta unidade, concorrência também não há e esperamos que da parte do Município se crie aqui uma dinâmica, cultural e desportiva, para que o hotel seja utilizado”.

No final da visita às obras de recuperação do hotel, Maria do Céu Albuquerque mostrou-se satisfeita com o que viu, referindo notar “uma grande dinâmica”, em linha com “o compromisso reiterado de abertura desta unidade hoteleira até final do ano, que é muito ambicioso. Mas só com uma grande equipa e mobilização é que isso acontecerá”.

Jardim público na zona envolvente ao hotel vão ser alvo de requalificação, anunciou Maria do Céu Albuquerque (Foto: mediotejo.net)
Jardim público na zona envolvente ao hotel vão ser alvo de requalificação, anunciou Maria do Céu Albuquerque (Foto: mediotejo.net)

“Para nós, este é um projeto determinante. Este hotel encontra-se na zona mais emblemática da cidade e é de todo o interesse que esta unidade abra com as condições que já não tinha há muitos anos e que com isso possamos ser capazes de atrair mais visitantes, mais turistas e proporcionar na nossa cidade esta valência tão necessária”, sublinhou a autarca.

Maria do Céu Albuquerque lembrou que muitas das últimas iniciativas realizadas pela autarquia, seja no âmbito desportivo ou cultural, “fizeram com que em toda a região não houvesse uma cama disponível para utilização”, apontando para a grande necessidade da existência de uma unidade hoteleira dentro da cidade.

“Para nós é capital que este projeto possa ser concluído o mais rápido possível, em primeiro lugar porque este é um imóvel de grande importância na história da cidade, é um ícone da arquitetura do século passado, está numa zona de privilégio e importa-nos valorizar este património e, por outro lado, a valência que oferece é determinante para a estratégia turística que estamos a desenvolver de promoção do nosso concelho”, sublinhou Maria do Céu Albuquerque.

Quarto modelo do Hotel Turismo de Abrantes (Foto: mediotejo.net)
Quarto modelo do Hotel Turismo de Abrantes. Foto: mediotejo.net

A presidente da autarquia de Abrantes acrescentou ainda que é intenção da Câmara, a curto prazo, reabilitar o espaço público do jardim na zona envolvente ao hotel “para podermos acompanhar também o investimento que está a ser feito”. Não será realizada uma intervenção de fundo, mas serão valorizadas “as espécie que já existem há dezenas de anos, os percursos e os equipamentos urbanos”, que estão bastante degradados. “A recuperação do hotel e das piscinas vai trazer uma nova dinâmica a esta zona da nossa cidade que nós queremos acompanhar este esforço e valorizá-lo”, concluiu Maria do Céu Albuquerque.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here