Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Segunda-feira, Outubro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Abrantes | FRASAM cria nova empresa e vende unidade de maquinação e pintura industrial

O plano de viabilização da FRASAM – Fundições do Rossio de Abrantes SA, com sede no Rossio ao Sul do Tejo, em Abrantes, conheceu uma nova etapa esta semana com o anúncio da consulta preliminar para venda do seu estabelecimento, em laboração, de maquinação e pintura industrial.

- Publicidade -

Até ao dia 20 de outubro, a empresa recebe manifestações de interesse para quem pretender adquirir aquela unidade industrial que não inclui a parte da fundição, conforme anúncio publicado na imprensa nacional no dia 8.

No anúncio ressalva-se que, “sem prejuízo da necessidade de aprovação prévia do Plano de Viabilização para a concretização desta venda, a empresa vendedora reserva-se o direito de recusar as manifestações apresentadas, valorizando particularmente a qualidade e capacidade técnica e financeira do interessado, designadamente as sinergias que o projeto industrial possa trazer para o aumento da laboração do estabelecimento de fundição existente”.

- Publicidade -

Compete ao Administrador Judicial, Carlos Cintra Torres, receber as manifestações de interesse que “deverão incluir uma apresentação do interessado, da sua experiência industrial, do projeto industrial subjacente, uma valorização financeira preliminar, não vinculativa, do estabelecimento em venda, e uma carta conforto de uma instituição bancária sobre a idoneidade e capacidade do interessado”.

O processo de venda surge na sequência do plano de viabilização apresentada aos credores da FRASAM, no âmbito do Processo Especial de Revitalização (PER) que deu entrada a 4 de julho no Tribunal do Comércio de Santarém, Juízo de Comércio, Juiz 2.

São cerca de 300 os credores que reclamam créditos a rondar os 11 milhões de euros. As instituições bancárias estão entre os principais credores, mas da lista fazem parte também fornecedores e cerca de 100 trabalhadores, entre outros.

Uma das medidas preconizadas no plano de viabilização é a constituição de uma nova sociedade, denominada FRASAM – Machining Solutions, Lda., da qual a FRASAM será sócia maioritária e para a qual se irá transferir o estabelecimento de maquinaria e pintura industrial. “Esta nova sociedade procurará estabelecer uma relação privilegiada com uma entidade financeira parceira da FRASAM, que venha a permitir a transferência de responsabilidades da FRASAM, no valor de 450 mil euros”, lê-se no documento.

Com mais de 116 anos de atividade, a FRASAM é uma das fundições mais antigas da Europa, sendo o seu trabalho reconhecido em Portugal, assim como nos países para onde exporta como Holanda, Espanha, Alemanha, França, Suíça, Bélgica, Suécia, Inglaterra, Colômbia, Cuba, Venezuela, Marrocos, Moçambique, entre outros.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome