Abrantes | Festival de Filosofia é “evento âncora” para perdurar “por muitos e bons anos” – autarca

As cidades de hoje e as problemáticas do mundo atual são tema da terceira edição do Festival de Filosofia de Abrantes, evento que decorre esta quinta-feira, dia 19 de novembro, em formato digital.

PUB

Com o alto patrocínio do Presidente da República, o Festival de Filosofia de Abrantes reflete nesta edição sobre a “Cidade, árvore que nos abriga e raiz que nos sustenta”, num desafio sobre o que são atualmente as cidades e o que fazemos delas. O Festival de Filosofia de Abrantes é organizado desde 2017 pelo Município de Abrantes cabendo, também nesta edição, a sessão de abertura ao presidente da Câmara Municipal.

Manuel Jorge Valamatos disse entender o Festival de Filosofia “como um evento âncora, pela diferença e pelo impacto que gera no Município e além fronteiras”. Para o presidente, o evento é tido como “um elemento fundamental no pilar da Cultura em Abrantes e de Abrantes para o mundo”.

PUB

No seu discurso de abertura, Manuel Jorge Valamatos assegurou a continuidade do Festival “com todas as parcerias consideradas pertinentes e que queiram dar o seu contributo com os nossos convidados e os nossos agrupamentos escolares […]”, e disse pretender que o Festival de Filosofia de Abrantes “perdure por muitos e bons anos, que se debata sobre os mais diversificados assuntos, com valor para o nosso concelho, para o País e para o mundo”.

Na ocasião, o presidente referiu que a estratégia Cultural do executivo “está cada vez mais focada na valorização do território, seja recuperando edifícios devolutos para a Cultura seja promovendo mais e melhores oportunidades culturais”.

PUB

Manuel Jorge Valamatos disse querer “viver mais a nossa polis, a nossa cidade, o nosso território respeitando a sua história e o seu património mas promovendo mais a ambição para com o futuro”.

O evento, neste Dia Mundial da Filosofia, acontece num formato diferente das edições anteriores, com o programa “mais curto” e “sem sessões presenciais” concentrado num dia, devido à situação de pandemia de covid-19, sendo a maioria das comunicações previamente gravadas e transmitidas ‘online’, nos canais digitais do Município de Abrantes podendo ser seguidas em qualquer parte do mundo e em qualquer momento, já que ficarão disponíveis em arquivo.

VEJA EM BAIXO O VÍDEO:

O público pode ver e ouvir as comunicações na rede social Facebook e nos canais:
http://www.bmab.cm-abrantes.pt/
https://youtube.com/channel/UCYwhE94G6Zge45QFSb5HZLQ

VEJA AQUI O PROGRAMA:

PUB
Paula Mourato
A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).