PUB

Abrantes | Festa rija anima aldeia do Carvalhal entre sexta-feira e domingo

As Festas de Verão de Carvalhal, Abrantes, arrancam esta sexta-feira, dia 9 de agosto, e o ambiente festivo estende-se até domingo, dia 11. Numa organização da associação cultural, desportiva e recreativa Os Lobos de Carvalhal, o arraial popular conta com várias atividades além dos espectáculos musicais, como torneio de escolinhas em futebol, insufláveis e pinturas faciais, zumba, festa de espuma e uma celebração religiosa em honra dos padroeiros Nossa Senhora da Conceição e Senhor do Aflitos.

PUB

Na animação musical na sexta-feira sobe ao palco a Banda Replika, no sábado atua o grupo À Part e no domingo RH+ Musica Positiva.

Como não podia deixar de ser num qualquer arraial português, a 13ª festa realizada pelos Lobos disponibiliza um espaço com comes e bebes, nomeadamente “o belo do frango assado”, segundo a organização, e outras iguarias gastronómicas da região.

PUB

PUB
PUB
Paula Mourato
A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

6 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde.

    Sou FILHA DA TERRA. À semelhança de muitos estou fora durante o ano e vejo na festa o reencontro de todos os filhos da terra, o reencontro das famílias e amigos, muitas vezes anual.
    Agradeço a visibilidade que deram à nossa grandiosa festa.

    Esta magnifica festa atingiu tamanha magnitude devido ao esforço de uma equipa fantástica de lobos e lobas que ao longo de 12anos tudo têm feito para levar carvalhal mais além…

    Mas nem tudo é fácil… Se estes lobos e lobas nos primeiros anos eram uns jovens dinâmicos e cheios de energia, com o passar dos ano cresceram e as suas energias foram – se dissipando, repartindo-as com as suas famílias, empregos e outras responsabilidades que foram assumindo. Nos últimos anos têm revelado algum cansaço.

    Sim, para quem não sabe, os lobos começam a festa já cansados. E porquê? Porque esta NOSSA tão bem falada festa é construída praticamente de origem todos os anos. Todos os anos são montadas as estruturas dos balcões, toldos do restaurante, palco… É um árduo trabalho que tem de ser preparado pelos lobos (principalmente os residentes) com algumas semanas de antecedência. Quando chega a data da festa já estão fatigados.
    E seria tudo tão melhor se houvesse a possibilidade de construir uma estrutura definitiva para o recinto da festa. Para que estes lobos e lobas possam direcionar as suas energias para outras coisas e não estavam na festa de rastos.
    Efetivamente, e pelo que sei, só é preciso mesmo uma LICENÇA PARA CONSTRUIR, a partir daí os lobos conseguirão fazer mais e melhor.

    É uma pena ouvi-los dizer que este será o último ano de festa porque estão todos desanimados. É triste pensar que os nossos filhos não poderão ter uma festa como a nossa por não deixarem fazer mais e melhor…

  2. A construção de estrutura definitiva não passa pela emissão de uma licença, existe muita desinformação a circular. O referido local encontra-se em zona REN onde não é permitida construção.

      • Então quer dizer que as leis não são para cumprir? Boa resposta! Deixo-lhe uma sugestão em vez de critica facil faça proactividade, sozinha ou em conjunto com outros cidadãos lutem para que a lei possa ser contornada de forma legal.

  3. Post conclusivo da minha conterrânea Cláudia Martins apenas com a nuance quanto a licença para construir que como a sr. Zeferino referiu o local encontrar-se numa zona ren mas nesse local também se encontra construída uma igreja que está no mesmo terreno entretanto desanexada para a sua construção. Se foi possível e houve VONTADE para tal por que razão à 12 anos a realizar eventos neste local e já antes disso “prometido” um ringue-pavilhão para o local e com revisões do P. D. M. já efectuadas entretanto onde ficou a dita VONTADE para que a referida desanexação se REALIZE? Desconheço se houve pressão da autarquia local e associação junto da câmara ou desinteresse da mesma de modo oficial pois como tem sido pala associação vezes recorrentes :”este ano a câmara diz que se vai fazer”. Sei que estes processos têm ou seus trâmites agora falta saber onde eles começam, onde morrem ou onde os querem matar. Temos uma das melhores festas da região e sem condições nenhumas para que os HERÓIS que nelas trabalham as realizem. Festas destas que população, Lobos, Freguesia, Câmara não devem deixar acabar. HAJA VONTADE.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).