Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Outubro 27, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Exposição “Mário de Sá Carneiro: Antologia Poética” na Biblioteca António Botto

A exposição “Mário de Sá Carneiro: Antologia Poética” é inaugurada esta sexta-feira, dia 7 de setembro, na Biblioteca Municipal António Botto, em Abrantes, ficando patente ao público até 26 de outubro. Trata-se de uma exposição de ilustração de Tiago Manuel, da Faktoria K de Livros, chancela da Kalandraka, com entrada livre, destinada ao público em geral.

- Publicidade -

A Faktoria K de Livros convidou Tiago Manuel para interpretar a poesia de um dos referentes maiores do Modernismo português, Mário de Sá Carneiro (Lisboa, 1890 – Paris, 1916).

Surgiu assim mais um volume da Coleção Treze Luas, que já contava com nomes como Pedro Proença, André da Loba, Joana Rêgo e José Manuel Saraiva, na ilustração de uma seleção de 13 poemas de Fernando Pessoa, Bocage, Florbela Espanca e Cesário Verde, respetivamente.

- Publicidade -

Os 13 poemas selecionados em conjunto pelo ilustrador e por António Gonçalves, o editor literário do referido volume, revelam-se na exposição através do olhar e da visão fulgurante deste artista carismático, cuja obra tão singular extravasa as fronteiras da linguagem.

Pelas ilustrações de Mário de Sá Carneiro – Antologia poética (Faktoria K de Livros, 2012), Tiago Manuel arrecadou a Menção Especial da 17.ª edição do Prémio Nacional de Ilustração.

Tiago Manuel nasceu em 1955 em Viana do Castelo. Fez a sua formação artística com os mestres Aníbal Alcino e Júlio Resende. A sua obra tem sido apresentada no país e no estrangeiro em instituições e galerias de referência. Foi premiado várias vezes.

A exposição pode ser vista até 30 de setembro no seguinte horário: de segunda-feira a sexta-feira das 09h30 às 13h00 e das 14h30 às 18h00.

De 30 de setembro até 26 de outubro: de segunda-feira das 14h00 às 20h00. De terça a sexta-feira das 09h00 às 20h00. Sábado das 09h30 às 13h00.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome