Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Domingo, Maio 16, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | ETAR margem sul “intencionalmente” vandalizada para “causar acidente ambiental grave”

A ETAR  – Estação de Tratamento de Águas Residuais – da Margem Sul, em Rossio ao Sul do Tejo (Abrantes), foi vandalizada no passado dia 17 de abril, “com impacto ao nível do seu funcionamento” confirmou hoje ao jornal mediotejo.net Inês Oliveira da Abrantaqua, empresa responsável pela gestão daquele equipamento municipal. O incidente já tinha sido revelado pelo presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, na última reunião de executivo que se manifestou “muito preocupado” indicando que o assunto estava a ser investigado pela Polícia Judiciária (PJ).

- Publicidade -

Isto porque segundo explicou, a PJ considera que a ETAR “foi vandalizada por alguém que sabia o que estava a fazer” no sentido de criar intencionalmente “um acidente ambiental grave” tendo em conta “todas as ações desenvolvidas” incluindo “a travagem das hélices”, indicou o presidente.

ETAR da Margem Sul de Abrantes. Créditos. Abrantaqua

- Publicidade -

Inês Oliveira garantiu que “de imediato foram chamadas as autoridades policiais e de investigação que tomaram conta da ocorrência, tendo a operacionalidade da ETAR sido restabelecida com rapidez, não tendo sido verificados quaisquer problemas ambientais, nem sido constatado quaisquer derrame exterior”.

Segundo a responsável da empresa, “as investigações correm agora nos sítios e instituições próprias, contando com a cooperação” da Abrantaqua – Serviço de Águas Residuais Urbanas do Município de Abrantes, SA, concessionária responsável pela gestão do sistema de recolha e tratamento das águas residuais do Município de Abrantes.

A ETAR deste sistema localiza-se a Oeste de Rossio ao Sul do Tejo e a rejeição do efluente tratado é feita no Rio Tejo. Esta instalação foi colocada em funcionamento em 2001.

Em termos processuais esta ETAR é constituída por: Gradagem mecânica e manual; 2 tanques de arejamento; Decantador Final: 1; Recirculação de Lamas; e 6 leitos de Secagem de Lamas.

A ETAR e Estação Elevatória da Margem Sul e o Sistema de Valorização de Biogás em Cogeração (ETAR de Abrantes) foram inauguradas em outubro de 2001.

Na época um comunicado da Câmara Municipal citado pela agência Lusa indicava que “a ETAR e Estação Elevatória da Margem Sul, em Rossio ao Sul do Tejo, vai dar um grande contributo para a despoluição do Rio Tejo”, ficando assegurado o tratamento dos esgotos na freguesia de São Miguel do Rio Torto.

Quanto ao Sistema de Valorização de Biogás em Cogeração, em Abrantes, a Câmara adiantava que o objectivo passava por “valorizar as lamas das ETAR do concelho e os resíduos da agro-indústria, tendo em vista o seu aproveitamento para a produção de biogás”.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome